REUNIÃO DE NEGOCIAÇÃO TRANSFERIDA PARA 31/10, QUARTA

negociação 3Olá copelianos e copelianas

Por solicitação da Copel, a reunião que retomará as negociações do ACT 18/19 foi transferida de terça, 30, para quarta, 31/10. Os trabalhos da reunião estão previstos para ir das 10h até 17h.

Os sindicatos vão se reunir no dia 30, na sede do Sindicato dos Engenheiros, em Curitiba, preparando as intervenções e as prioridades para a retomada das negociações.

Estamos juntos pelo ACT que consideramos justo!

Anúncios
| 5 Comentários

COPEL MARCA RETOMADA DAS NEGOCIAÇÕES PARA TERÇA, 30/10

negociaçãoOlá copelianos e copelianas

Após ser comunicada do resultado das assembleias, onde a proposta para o ACT 18/19 foi rejeitada pelos empregados, a Copel convocou os sindicatos para retomada das negociações no dia 30 de outubro, próxima terça-feira.

A reunião está agendada para o período das 10h as 17h, na Rua Comendador Araújo, 614, em Curitiba.

O que se espera dos dirigentes da empresa é que percebam que os copelianos não aceitam perdas, nem adiar para um futuro indefinido o reconhecimento pelo seu desempenho. Somos responsáveis diretos pela produtividade e as boas perspectivas da Companhia e a hora do reconhecimento chegou!

Porém, entre nós, copelianos e copelianas, o momento não é de esperar. É de nos organizarmos para lutar pelo ACT que consideramos justo. A greve é um direito dos trabalhadores, para ser usado caso as negociações não tragam o reconhecimento merecido.

negociação 2

ORGANIZAÇÃO É FUNDAMENTAL! 

LUTAR JUNTOS É FUNDAMENTAL!

| Deixe um comentário

COPELIANOS E COPELIANAS REJEITARAM A PROPOSTA DA EMPRESA

ap 2

Apuração dos votos das assembleias, no Km 3, em Curitiba

Terminou a pouco, às 15:25h, a apuração do resultado das assembleias onde os copelianos avaliaram e decidiram sobre a proposta da Copel para o ACT 18/19. A apuração começou as 14h, no Km 3, em Curitiba.

Os resultado é unificado, ou seja, representa a soma dos votos das assembleias em todo estado. Esse resultado representa a decisão dos trabalhadores da Copel.

OS RESULTADOS SÃO OS SEGUINTES:

ap 33.862 copelianos e copelianas participaram das assembleias realizadas em todo estado.

– 1.200 votaram SIM, concordando coma proposta.

– 2.641 votaram NÃO, rejeitando a proposta.

– 1 voto em branco; – 6 votos nulos; – 14 abstenções

A decisão, portanto, foi por REJEITAR a proposta da Copel. Os sindicatos vão comunicar oficialmente o resultado à Copel.  Esperam que a empresa seja consciente da insuficiência da proposta e reabra as negociações, dispondo-se a melhorá-la, de modo que seus trabalhadores tenham o reconhecimento que merecem.

A Copel já havia sido alertada pelos sindicatos, durante as rodadas de negociações, que a proposta estava aquém das expectativas e do merecimento dos trabalhadores.

Os copelianos sabem que o cenário econômico da Copel está favorável e com perspectiva de melhora. Sabem também que são responsáveis diretos por esse bom desempenho.

Em um momento como esse não cabe à Copel insistir em impor sacrifícios e perdas. É hora de rever e ceder.

Os sindicatos aguardam a reabertura das negociações. Mas a hora é também de nos mobilizarmos e nos prepararmos para uma paralisação, se necessário. A greve é nosso instrumento legítimo e temos que estar fortes e unidos, se não restar outro caminho.

Estamos dizendo desde o início da preparação para este ACT que ORGANIZAÇÃO É FUNDAMENTAL!

Agora mais que nunca, preparem-se em cada local de trabalho, de cada ponto do Paraná.

Informaremos todas as novidades.

| Deixe um comentário

APURAÇÃO DAS ASSEMBLEIAS SERÁ NA QUARTA, 24/10, AS 14 HORAS

apuraçãoOlá Copelianos e Copelianas

A apuração dos resultados das assembleias de avaliação da proposta da Copel para o ACT 18/19, que estava prevista para esta segunda, 22/10, foi adiada para quarta-feira, 24/10, com início as 14h no Km 3, em Curitiba.

A mudança para o dia 24 se deu em razão das fortes chuvas na região de Londrina, que levaram o Sindel – Sindicato dos Eletricitários de Londrina e Região, a alterar o calendário de suas assembleias, transferindo para o dia 20 parte das que estavam previstas para o dia 19.

Muitos não poderiam participar por estarem ocupados pelas situações geradas pela forte chuva. Ao modificar o calendário, o Sindel quer garantir aos copelianos o direito de se informar e dar seu voto em relação a proposta.

Os resultados serão imediatamente comunicados, na quarta-feira.

A LUTA É DE TODOS E ORGANIZAÇÃO É FUNDAMENTAL!!

| 6 Comentários

DECISÃO SOBRE O ACT 18/19: HORA DE CADA UM FAZER SUA PARTE!

participar

Estão em andamento, até 19/10, as assembleias onde os copelianos avaliarão e decidirão sobre a proposta a que a Copel chegou visando o ACT 18/19. No dia 22, no período da tarde, elas serão apuradas no Km 3, em Curitiba. O resultado será unificado, ou seja, sairá da soma de votos das assembleias de todo Paraná.

É importante que todos participem, opinem e somem nessa luta. Desde muito antes do início das negociações, estamos insistindo que ORGANIZAÇÃO É FUNDAMENTAL para termos força. E continua sendo!

Até a Copel chegar a esta proposta, foram realizadas três rodadas de negociação. Os sindicatos relataram e deixaram muito claro, antes, durante e após as rodadas de negociação, quais foram suas posições.

Podemos resumir as posições defendidas pelos sindicatos nas negociações em alguns eixos principais:

1- Defender um ajuste salarial e remuneratório que recompensasse a produtividade dos copelianos, cada vez mais exigida. Nossa pauta reivindicou:

– Ajuste salarial de 6%, mais dois steps da tabela salarial para todos os empregados;

– Abono de 2,0 remunerações individuais do empregado, acrescido do valor fixo de R$ 6.000,00 ;

– Correções acima do INPC em todos os auxílios e benefícios.

2- Defender o emprego contra demissões imotivadas, avaliações feitas unilateralmente e procedimentos administrativos feitos à revelia. Isso se traduzia em mais de uma dezena de itens da pauta de reivindicações, passando pela garantia de emprego, pelo sistema de avaliação de desempenho, pelo fim de transferências feitas unilateralmente, pelo direito de defesa do empregado nas avaliações de deempenho, pelo direito de compensar horas extras, etc.

3- Preocupação em garantir os direitos conquistados ao longo do tempo, diante das mudanças na legislação trabalhista, que não os garante mais, a menos que constem expressamente em Acordo.

As discussões em mesa de negociação foram grandes, com os dois lados apresentando dados e muito debate. Os sindicatos RECUSARAM EM MESA a primeira proposta remuneratória. Disseram NÃO igualmente para a segunda e exigiram que diretores viessem para a mesa de negociação, sendo então apresentada essa terceira proposta, que está em avaliação nas assembleias.

Divulgamos no link abaixo a ata das reuniões de negociação. Embora ela seja um relato geral, muito resumido, é importante para saber as diferenças de posição entre os sindicatos e a empresa e também como foi o andamento das reuniões.

Para ler a ata na íntegra, clique aqui: ATA ACT 2018_2019 outubro 

| 1 Comentário

ASSEMBLEIAS AVALIARÃO PROPOSTA DA COPEL ATÉ 19/10, EM TODO ESTADO

cal assA proposta a que a Copel chegou nas negociações será agora submetida à avaliação dos copelianos e copelianas nas assembleias sindicais. As assembleias acontecerão até 19 de outubro, em várias localidades do Paraná.

Agora é a hora de se esclarecer, de debater e de tomar uma posição. As assembleias são o lugar para isso. É nelas que se decide e participar é fundamental para que a decisão seja efetivamente da maioria.

As assembleias são organizadas por cada entidade sindical, mas os resultados serão somados unificadamente. Acontece assim: os votos favoráveis, contrários, brancos ou nulos , são coletados em urna e lacrados.

No dia 22 de outubro, a partir das 14 horas, no Km 3, em Curitiba, as urnas serão abertas e os votos serão apurados e somados, saindo dessa soma a decisão dos trabalhadores.

CONFIRA O CALENDÁRIO DAS ASSEMBLEIAS:

ASSEMBLEIAS DO STEEM (MARINGÁ E REGIÃO)

DATA LOCAL HORÁRIO
15/10 Cianorte – Sind. Alimentação – Av. Espírito Santo, 660 18:30h
17/10 Campo Mourão – Rua São José, 70 – Copel Clube de CMO 18:30h
17/10 Umuarama – Rua José Dias Lopes, s/n – CCERU 18:30h
18/10 Paranavaí – Av Gabriel Eperidião, s/n – Clube Copel 18:30h
18/10 Maringá – Rua Caxambu, 338 – ARCOM Clube 18:30h

ASSEMBLEIAS DO SINDEL (LONDRINA E REGIÃO)

DATA LOCAL HORÁRIO
11/10 Apucarana – Copel 8:00h
11/10 Jandaia do Sul – Copel 11:00h
11/10 BSU/SPI/SJI – Copel 13:00h
15/10 Arapongas – Copel 8:00h
15/10 SFE/LBO – Copel 11:00h
15/10 AST/IGU – Copel 17:00h
15/10 MAN/ALMAXOR/ELETROMECÂNICA – Copel Corruíras 8:00h
16/10 Cambé – Copel 8:00h
16/10 BVP/ALS/PMA –  Copel 11:00h
16/10 Ibiporã – Copel 8:00h
16/10 Assaí – Copel 11:00h
16/10 Atendimento Londrina – Copel Cincão 17:00h
17/10 Faxinal – Copel 8:00h
17/10 Manoel Ribas – Copel 11:00h
17/10 Cândido de Abreu – Copel 17:00h
17/10 Rolândia – Copel 8:00h
17/10 Jaguapitã – Copel 11:00h
17/10 CES/POR/FLO/CGI/SIC 17:00h
18/10 Ivaiporâ – Copel 8:00h
18/10 Borrazópolis – Copel 11:00h
18/10 Tamarana – Copel 17:00H
19/10 Agência Londrina – Copel 8:00h
19/10 Sede do Sindel – Londrina 17:30h

ASSEMBLEIAS DO SINEL (PONTA GROSSA)

DATA LOCAL HORÁRIO
18/10 Divisão de Transmissão Centro Sul, na Rua Moserote, 165, Jardim Santa Mônica 8:00h
18/10 Almoxarifado Dis. na Rua Charles Louis Jean Renault, 485, Parque Santa Lúcia 10:00h
18/10 Polo de Manutenção da Visconde de Mauá, na Avenida Visconde de Mauá, 1133, Vila Oficinas 17:00h
19/10 CTE Pgo, Rua Monte Alverne, 644, Jardim Carvalho 08:00h
19/10 Distrital Distribuição Centro Sul, na rua Joaquim Nabuco, 184 17:00h

ASSEMBLEIAS DO STIECP (CORNÉLIO PROCÓPIO E REGIÃO)

DATA LOCAL HORÁRIO
16/10 Jaguariaiva – Pátio da Empresa 13:00h
16/10 Wenceslau Braz – Pátio da Empresa 15:00h
16/10 Siqueira Campos – Pátio da Empresa 18:00h
17/10 SE-FRA – Pátio da Empresa 10:00h
17/10 Ibaiti – Pátio da Empresa 13:00h
17/10 Santo Antônio da Platina – Pátio da Empresa 18:00h
18/10 Bandeirantes – Pátio da Empresa 13:00h
18/10 Cornélio Procópio – Pátio da Empresa 17:00h

ASSEMBLEIAS DO SINDENEL (CURITIBA)

DATA LOCAL HORÁRIO
09/10 Agência Sítio Cercado 17:00h
10/10 Santa Quitéria 17:00h
11/10 Km3 12:00h
15/10 Agência Centro 08:00h
15/10 Edifício SEDE 12:00h
16/10 Padre Agostinho 12:00h
16/10 Atuba 17:00h
17/10 KM 0 ( Copel Barigui ) 08:00h
18/10 Sede do SINDENEL 08:30h

ASSEMBLEIAS DO SINDELPAR (VÁRIAS LOCALIDADES DO ESTADO)

DATA LOCAL HORÁRIO
09/10 Araucária 08:00h
09/10 Fazenda Rio Grande 13:00h
09/10 São José dos Pinhais 17:00h
10/10 Pinhais 08:30h
10/10 Antonina 08:30h
10/10 GPS 10:30h
10/10 Almirante Tamandaré 13:00h
10/10 Guaratuba 17:00h
10/10 Paranaguá 13:00h
11/10 Castro 13:00h
11/10 Telêmaco Borba 17:00h
15/10 Francisco Beltrão 08:00h
15/10 Pato Branco 11:00h
15/10 Pato Branco – SE 13:30h
16/10 Dois Vizinhos 08:30h
16/10 Usina Salto de Caxias 10:30h
16/10 Realeza 13:30h

ASSEMBLEIAS DO SINTEC

DATA LOCAL HORÁRIO
11/10 Maringá – Agência 17:30h
15/10 Fco Beltrão – Agência 08:00h
15/10 Pato Branco – Condomínio 11:00h
15/10 Pato Branco – Subestação 13:30h
15/10 Umuarama – Condomínio 17:30h
16/10 Dois Vizinhos – Agência 08:30h
16/10 Salto Caxias – Usina 10:30h
16/10 Realeza – Agência 13:30h
16/10 Campo Mourão – Agência 17:10h
17/10 Foz do Iguaçu – Agência 08:30h
17/10 Medianeira  – Agência 13:30h
17/10 Toledo – Agência 17:00h
18/10 Cascavel – Agência 08:30h
18/10 Londrina – Agência 17:00h

 

| 1 Comentário

PROPOSTA DA COPEL TEM MUDANÇAS E SERÁ AGORA AVALIADA NAS ASSEMBLEIAS

dir 1

dir 2

Rodadas de negociação chegaram a mudança na proposta da Copel, com a presença, na mesa, ao centro, do Diretor  Rudek de Moura 

Depois da Copel apresentar, ao final da tarde de ontem, 03/10, modificações em sua proposta salarial e remuneratória inicial, as negociações foram retomadas na manhã desta quinta, 04/10, com os sindicatos considerando-a ainda inaceitável.

Com a insistência sindical a proposta evoluiu no período da manhã, mas não o suficiente. Como estavam esgotadas as possibilidades diante da Comissão de Negociação, os sindicatos solicitaram a presença nas negociações, no período da tarde, da Diretoria, visando tratar com ela diretamente.

Com a presença do diretor financeiro Adriano Rudek de Moura no período da tarde, os sindicatos alertaram para a insuficiência da proposta, sentida nitidamente junto aos copelianos. Lembraram que em momentos difíceis os copelianos encararam os sacrifícios, mas agora, em momento de recuperação, não dá para a empresa insistir nos sacrifícios.

O diretor Rudek de Moura defendeu o que chamou de olhar realista para o cenário da empresa, por haver riscos para ela, embora exista uma perspectiva otimista que deverá se evidenciar no segundo semestre de 2019. A responsabilidade, segundo o Diretor, é manter a Copel sustentável.

Ao final do debate, a Copel evoluiu na proposta, nos seguintes pontos:

– Abono salarial de 0,50 de uma remuneração básica, com correção do valor pelo INPC, mais o valor linear de R$ 4.522,94, também com correção pelo INPC.

– Piso de férias com correção pelo INPC pleno e parcelamento de férias para os empregados com mais de 50 anos, nos termos da legislação, bem como adequação das férias dos empregados que laboram por 4 horas, passando de 16 para 30 dias, com os reflexos financeiros correspondentes.

Somam-se a essas novidades, as propostas já apresentadas ontem:

– Reajuste salarial apenas pelo INPC (a empresa estima que o INPC acumulado de outubro/17 até setembro/18 fique em 3,64%. A estimativa do DIEESE para os sindicatos é que fique em 3,94%);

– Auxílio Alimentação: correção pelo INPC;

– Vale Lanche: correção pelo INPC;

– 13o Auxílio Alimentação: a empresa não pagará mais o 13  auxílio alimentação. Foi negociada a incorporação do valor da 13a parcela em 12 vezes consecutivas a partir de outubro/2018. Essa incorporação é  uma forma de preservar os valores conquistados, diante da advertência do Ministério do Trabalho para a impossibilidade de mantê-la pela legislação do Programa de Alimentação do Trabalhador – PAT;

– Auxílio Educação reajustado pelo INPC. A empresa pretende, no período do ACT 18/19, alterar as normas do benefício.

MUDANÇAS DEPOIS DE MUITA INSISTÊNCIA

As mudanças na proposta surgiram após muito debate. Os sindicatos abriram o dia de relatando o sentimento, muito evidente, de descontentamento dos copelianos, com a proposta muito aquém do esperado. As entidades sindicais apresentaram uma avaliação em relação aos pontos onde entendiam ser fundamental haver avanços. Foram os seguintes pontos:

ABONO E REAJUSTE SALARIAL:

Em torno desse assunto prioritário, os sindicatos voltaram a bater na tecla da necessidade de recompensar os trabalhadores por sua produtividade cada vez mais exigida e pleitearam da empresa o pagamento dos dois steps a cada trabalhador, além do reajuste pelo INPC.

Colocaram essa alternativa e mais a necessidade um abono melhor do que o de 2017 como condição para uma proposta que pudesse ser aceita pela categoria. A Copel, então chegou a mudança na proposta, já apresentada no início desta matéria.

AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO:

Os sindicatos voltaram a esse ponto defendendo a manutenção do 13º Auxílio ainda este ano, promovendo a incorporação da 13ª parcela às outras 12 apenas no próximo ano. O argumento sindical foi a favor de trabalhar junto ao Ministério do Trabalho para que entendesse esse período de adaptação.

A empresa argumentou que o ACT conta por 12 meses e que, desde que a 13ª parcela foi implantada, a empresa antecipa seu pagamento. Por isso, o período contado é o do acordo coletivo, e não o do ano de 2018.

Os sindicatos insistiram em torno do sentimento de perda dos copelianos, solicitando da empresa uma alternativa compensatória.

AUXÍLIO CRECHE:

Os sindicatos se posicionaram contra o congelamento dos valores desse benefício, e pela necessidade de melhorias no valor, que não sofre alterações há três anos. Defenderam como parâmetro mínimo seu reajuste pelo INPC, além de se mostrarem contrários ao intento da empresa de rever o benefício, em razão de ações judiciais que buscam estendê-lo aos pais.

Segundo os representantes da Copel, há uma constante vigilância sobre a empresa, da parte dos órgãos reguladores de suas atividades, questionando procedimentos que possam ampliar passivos trabalhistas, daí a orientação de mudar o Auxílio-Creche.

Depois do debate e da defesa dos sindicatos, a Copel concordou em manter o benefício como está para as mães copelianas com filhos nascidos até 31 de dezembro de 2018. Para as copelianas com filhos nascidos a partir de 1 de janeiro de 2019, o pagamento do benefício se dará mediante comprovação dos valores no efetivo uso dos recursos nas finalidades do benefício.

PISO DE FÉRIAS:

Os sindicatos lembraram que o piso de férias está congelado há anos e seria o momento de atualizá-lo. Argumentaram os muitos casos de copelianos e copelianas que não gozam os trinta dias de férias, pela necessidade de vender 10 dias. Um aumento no valor do piso contribui para o descanso merecido dos trabalhadores. A Copel apresentou, então, a proposta de reajustar o valor pelo INPC dos últimos 12 meses.

HORA DA AVALIAÇÃO E POSIÇÃO DAS ASSEMBLEIAS

A proposta a que chegou a Copel nas negociações será agora submetida a avaliação dos copelianos e copelianas nas assembleias sindicais.

Copelianos e sindicatos esperavam uma proposta melhor, em razão do cenário econômico-financeiro positivo da empresa, e suas boas perspectivas nos anos à frente. A Copel apresentou seus pontos e vista e chegou a essa posição.

A hora, agora, é de debatermos com os colegas e tomarmos nossa posição nas assembleias. A participação é fundamental para que a decisão seja fruto de debate e represente a vontade da maioria.

Vamos divulgar uma visão da negociação ponto-a-ponto, bem como a ata das negociações, para conhecimento detalhado dos copelianos.

O calendário das assembleias será divulgado pelas entidades sindicais, a partir da próxima semana. PARTICIPE!!

| 13 Comentários