PROTEJA SEUS DIREITOS; PROTEJA SEU SINDICATO!

sindicato 2Nas negociações do ACT 18/19, a primeira proposta salarial apresentada pela Copel, no dia 13 de setembro, foi de abono de 0,25 da remuneração básica, mais o valor linear de R$ 2.261,27. A proposta inicial corrigia o Auxílio alimentação e o vale-lanche por menos do que o INPC e previa o fim da 13ª parcela do auxílio-alimentação sem abono compensatório.

Já pensou quanto cada copelianos perderia se a proposta ficasse assim?

A proposta inicial foi rejeitada em mesa pelos sindicatos. Só depois de muita insistência das entidades sindicais e da resistência dos copelianos, conseguimos que chegasse onde chegou: 0,6 da remuneração fixa, mais o valor de R$ 4.702, e também o abono linear extra de R$ 860,00 como compensação pela mudança de pagamento do 13º Auxílio-alimentação.

Sem sindicatos, quanto cada um teria perdido?

Não caíram do céu benefícios conquistados em negociações no correr dos anos, como o Auxílio-creche e agora também Auxílio-babá; Adicional de férias; Auxílio-educação; Vale-lanche; Antecipação de 13º salário; Remuneração de horas-extras além do previsto em legislação; Auxílio a pessoas com deficiência; Assistência jurídica aos empregados por situações em serviço; Abono de férias; Direito de fracionamento de férias em até três períodos, a quem desejar, etc. Foram conquistas negociadas pelos sindicatos. Sem eles, não existiriam!

As atividades sindicais têm gastos. São despesas com a realização das negociações (viagens, hospedagem, alimentação), informações aos trabalhadores, assistência jurídica e defesa de direitos quando são ameaçados pela empregadora ou por medidas governamentais. A lista é grande.

Em anos anteriores, a empresa incluía na proposta negociada no ACT o pagamento de um valor equivalente a dois dias de trabalho de cada empregado em favor dos sindicatos. Nessa situação, os sindicatos não descontavam nenhum valor dos copelianos como Contribuição Assistencial. Esse ano isso não entrou na proposta. Por essa razão os sindicatos estarão descontando a Contribuição Assistencial equivalente a um dia de trabalho de cada empregado.

Essa arrecadação vinda de um dia de trabalho de cada um é vital para manter os sindicatos. Já será metade da arrecadação de anos anteriores. Sem ela não há sobrevivência das atividades sindicais.

A Contribuição Sindical será cobrada de associados e de não associados, já que o benefício das negociações realizadas pelas entidades sindicais se estendem à todos.

Há entendimentos no judiciário e no Ministério Público do Trabalho de que só tenha direito aos benefícios oriundos de negociações sindicais o trabalhador que contribuir com as atividades sindicais. Por isso aprovamos esse desconto em assembleias e não será acatado nenhum pedido para que não seja efetuado.

Os sindicatos fazem um apelo à consciência de cada um, em favor da Contribuição Assistencial. Não contribuir significa desvalorizar os sindicatos e deixar de reconhecer sua importância. Mas no futuro pode significar perder muito mais que isso. Basta pensar o quanto já se teria perdido esse ano, sem sindicatos negociando.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

8 respostas para PROTEJA SEUS DIREITOS; PROTEJA SEU SINDICATO!

  1. Seria interessante se os sindicatos estivessem mais presentes em períodos diferentes do acordo coletivo. Quando digo “presentes”, refiro-me ao sentido literal da palavra, não me refiro a “canais de comunicação”. Garanto que assim os sindicatos teriam maior adesão de associados.

    • quepateta disse:

      Estou contigo. Cade os representantes na Copel? Como atuam?
      Tem sindicato que cobra valor igual pra todos e não dia.
      Como posso pagar por algo que estamos perdendo a cada ano?
      Quero um sindicato transparente enxuto, que terceirize serviços pra baratear a administração sindical.
      Fica facil pro sindicato, Bom ou ma negocio os do sindicato ganham e se amparam de que foi a assembleia que aceitou?
      Tá escusa esta história de obrigatório em assembléia, Quero ao menos o direito de recusa depois vou decidir se pago.
      Copeliano quer futuro e nao esmola cala a boca pra pagar dívidas.
      O sindicato não enxerga que quando nos aposentarmos nem teremos cala a boca e o valor mal pagará as dívidas.
      Sindicato faça similados de quanto perdemos e quanto ficaríamos com os anuencios como um dos fatos apenas.de perdas.

    • tecnicoadm2 disse:

      Concordo. E estar presente não somente nas grandes cidades, sedes de distritais, mas em todo localidade em que há um copeliano lotado, já que a contribuição está sendo exigida de todos. É preciso se fazer mais presente para esclarecer dúvidas, assessorar os empregados, levar as suas demandas para pautas de discussões/negociações com a direção da empresa em períodos fora do ACT (como o Plano de Cargos e Salários que é uma demanda extremamente prioritária de todos os copelianos, que não vêm referido Plano funcionar na prática, ou porquê a empresa não disponibiliza verbas, ou porquê as regras são engessadas demasiadamente; precisamos mudar isso urgentemente). Além disso, seria interessante que os sindicatos tornassem públicas as prestações de contas a fim de que o copeliano possa ter maior confiança sobre o destino da sua contribuição.

  2. Josue Felipe disse:

    O Sintec tem deixado muito
    a desejar.
    Responder um e-mail? Um telefonema?
    Difícil!

  3. Eu convido os sindicatos a comparecerem nos diversos polos da empresa, mostrando seu trabalho, ouvindo os empregados, abrindo as contas dos sindicatos, mostrando quem são os responsáveis, de forma a conquistarem mais adesões aos sindicatos.
    Com mais adesões, não teria mais necessidade de “Taxas negociais” e “pagamentos extras” para a boa realização daquilo que se espera de um sindicato.

  4. sifoes disse:

    Engraçado que o sindicato durante a assembléia não falou nada da taxa assistencial. Ficou bem quieto.
    E agora lendo a ata, está escrito que nós aprovamos a taxa assistencial.
    Por isso que não dá para acreditar no sindicato, nos enganou, não jogou limpo ! ! !

  5. Marcos Augusto Antunes disse:

    Concordo que os Sindicatos tem papel fundamental no processo de negociações, porém falta transparência na prestação de contas dos gastos. Não me oponho a contribuir, porém acho essencial que antes haja a demonstração dos valores gastos para que cada um avalie se este 1/30 do salário é o justo.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s