SINDICATOS ENFATIZAM DEFESA DO BEM-ESTAR DOS TRABALHADORES, NO SEGUNDO DIA DE NEGOCIAÇÕES

esc 1

Nas duas primeiras fotos, visão panorâmica da mesa de negociações

esc 2

esc 3

No detalhe, os representantes da Copel  na negociação

As negociações do ACT 18/19 entre os sindicatos e a Copel continuaram nesta quarta-feira, 12/09, ocupando toda manhã e também o período da tarde. Elas passaram por vários temas da Pauta Unificada de Reivindicações dos Copelianos, mas não adentraram ainda as questões salariais e remuneratórias.

Com a nova realidade criada pela reforma trabalhista, onde não há mais o direito à ultratividade. Direitos anteriormente conquistados não ficam garantidos, a não ser que isto esteja registrado em Acordos Coletivos. Uma das preocupações dos sindicatos é garanti-los. Por isso, 24 itens da pauta de reivindicações visam registrar essa garantia.

Nas negociações, há concordância da Copel em manter sem alterações as seguintes conquistas, como estão previstas: abrangência anual do Acordo Coletivo; descontos específicos no salário do empregado; descontos diversos em favor dos Sindicatos; data de pagamento de salário; garantia do valor líquido mensal nos salários; antecipação do décimo terceiro salário; remuneração das horas extraordinárias; pagamento de adicional noturno; pagamento de insalubridade; pagamento de adicional de penosidade; assistência jurídica ao empregado em situações de serviço; condições de redução de jornada e salário; garantias de manutenção do quadro funcional; jornada semanal legal; compensação do expediente mediante folga; sistema de registro de ponto; adiantamento de férias; licença nojo; condições de ampliação das licenças maternidade e paternidade; licença para trabalhadoras vítimas de violência doméstica; as reuniões quadrimestrais de negociação das condições de trabalho, saúde e segurança e a manutenção do patrocínio da Copel à Fundação Copel.

A Copel já sinalizou que não concorda com algumas das cláusulas da pauta que reivindicam novos direitos: a garantia de emprego contra demissões sem justa causa; o piso salarial mínimo para os engenheiros; a eleição pelos empregados de cargos de direção da Fundação Copel; a alteração do intervalo de almoço e a inclusão de pais como dependentes no plano de saúde.

COMPENSAÇÃO E TRANSFERÊNCIAS, OS PONTOS MAIS DISCUTIDOS

Um dos pontos mais debatidos na negociação até agora está relacionada à mobilidade e transferência de pessoal, o que tem se tornado preocupante atualmente para os copelianos, com a centralização de operações em Curitiba.

A Copel não concorda com a Cláusula 41 da Pauta de Reivindicações, que pretende que a movimentação funcional só aconteça com anuência dos empregados e dos sindicatos, e sugere que a cláusula seja extinta do Acordo. Os sindicatos defendem que a Cláusula atualmente existente no Acordo seja mantida. A Copel concordou em mantê-la com modificações.

A Copel coloca a centralização de operações na Capital como uma necessidade premente de contenção de custos e ajuste a novas tecnologias disponíveis para o setor, o que gera essas exigências da parte dos órgãos reguladores das concessões.

Os sindicatos cobram da empresa que os empregados sejam ouvidos e que se busque evitar que suas vidas sejam desestruturadas pelas transferências. Os representantes da Copel fizeram longa explanações sobre os critérios e formas desses procedimentos, no sentido de considerar critérios que evitem esses transtornos, tanto quanto possível.

O outro ponto dos mais discutidos até agora nas negociações é a reivindicação de Compensação de horas extraordinárias e sobreaviso, prevista na Cláusula 16 da Pauta de Reivindicações. A Copel quer retirar a possibilidade do empregado compensar horas e pretende pagar as horas extras realizadas. A empresa alega necessidade de diminuir passivos trabalhistas, muitos deles relacionados a questão de horas extras.

Os Sindicatos não concordam com a empresa. Consideram que não é o direito a compensação que gera ações trabalhistas, mas o tratamento dado pela empresa ao assunto. Argumentaram na reunião que é possível fazer adequações e garantir o direito, principalmente agora que os acordos coletivos têm força de lei.

Com a argumentação dos sindicatos, a empresa se mostra disposta a discutir uma forma de regulamentar o assunto, com a possibilidade de compensação. Essa questão será retomada na negociação.

Uma preocupação grande dos sindicatos, que se manifesta tanto nesse ponto como em questão de escalas de sobreaviso, é a sobrecarga de trabalho de empregados, em especial eletricistas. Na prática, a sobrecarga vem tirando do trabalhador o direito ao descanso, ao lazer e a convivência familiar. Os sindicatos vão insistir para garantir  a compensação.

As negociações continuarão nesta quinta-feira, desde a manhã. Ao final do dia de reuniões, informaremos as novidades. Os sindicatos lembram aos copelianos que por enquanto não há proposta finalizada e fechada. Os assuntos estão em debate.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para SINDICATOS ENFATIZAM DEFESA DO BEM-ESTAR DOS TRABALHADORES, NO SEGUNDO DIA DE NEGOCIAÇÕES

  1. Dogues Lokos disse:

    E qual a justificativa da COMPANHIA para não aceitar pagar o piso dos engenheiros, uma vez que está piso está previsto em legislação e garantido na CF/88? Como o SENGE se posicionou quanto a esta negativa??? Que então permitam que o engenheiro da COMPANHIA cumpra as horas equivalentes ao que está sendo pago a estes profissionais. Se os engenheiros se unissem e parassem um dia que fosse queria ver como a empresa trataria esta questão… Mas isto deveria ser organizado oelo SENGE, para que não houvesse mais perseguições do que já ocorre

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s