COLABORE COM A PESQUISA SOBRE AS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA COPEL

publi 4Leia as perguntas abaixo e pense o quanto é importante sabermos as respostas dos copeliano para elas:

– Quanto o copeliano fica mobilizado e preocupado em função do trabalho?

– Como está o número de trabalhadores em relação às necessidades do serviço, nas várias áreas?

– Como anda o fornecimento de equipamentos em relação a necessidades do trabalho?

– Há problemas gerados por exigências contínuas por produtividade?

– As metas colocadas pela empresa são coerentes?

– Processos de automação nas atividades estão sendo implantados de maneira correta?

– Com que frequência se intensificam exigências no trabalho?

– O que mais prejudica a saúde no processo de trabalho?

– Com que frequência os trabalhadores sofrem sintomas de stress?

Pensou?

Os sindicatos do COLETIVO CSEC estão promovendo, no âmbito da Copel, a pesquisa “O trabalho do eletricitário”, um levantamento que vai possibilitar aos sindicatos uma amostragem confiável dos problemas relacionados à saúde e segurança do trabalhador copeliano.

Obtendo esses dados concretos, vão estar muito bem embasados os argumentos dos sindicatos, quando forem tratar desses problemas junto à Copel, buscando as melhorias que forem necessárias.

Colabore, respondendo nossa pesquisa. Ela é para todo trabalhador da Copel, independentemente de sua atividade! Não é necessário identificar-se para responder.

Para responder, basta clicar no link abaixo:

Pesquisa: O trabalho do eletricitário

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s