HORA DE AVALIAR A PROPOSTA DA PLR

ass-2Chegou o momento dos copelianos analisarem e decidirem sobre a proposta para o Acordo Coletivo da Participação nos Lucros e Resultados da Copel –  AC/PLR-2016, com pagamento em 2017.

A proposta a que chegou a Copel é resultado de negociações no âmbito da Comissão de PLR, composta pela empresa e pelos sindicatos que representam os trabalhadores copelianos. As negociações aconteceram desde o início do ano e, após a empresa e os sindicatos terem chegado a um entendimento comum sobre os critérios, a proposta foi submetida ao crivo do CCEE – Comitê de Controle das Empresas Estatais, criado pelo governador Beto Richa. Autorizada pelo CCEE, a proposta passou depois pelo Conselho de Administração e agora será avaliada pelos empregados.

Na opinião dos sindicatos, a proposta negociada tem a vantagem de equilibrar dois pontos: a distribuição aos empregados de participação nos lucros, com base no montante do lucro líquido da Copel, condicionada ao cumprimento de metas que visam o desenvolvimento das atividades da empresa, com a consequente melhora de sua lucratividade. Ou seja, busca-se uma situação que seja estimulante e recompense os copelianos.

As metas pactuadas na proposta, para serem cumpridas visando a PLR, são as seguintes:

metas

Em termos de montante a ser distribuído, ele será baseado em 14,46% dos dividendos a serem pagos aos acionistas, ou em 6,69% sobre o lucro líquido de 2016 da Copel, adotando-se o índice que resultar em montante maior.

Para entender esses índices, 6,69% corresponde à média do % do lucro líquido distribuído a título de PLR entre os anos 2005 e 2014. 14,46% é o percentual sobre os dividendos pago aos acionistas no ano de 2014 (ano em que a distribuição de remuneração aos acionistas foi de 50%).

O que vai ser distribuído efetivamente dependerá do IDG: Índice de Desempenho Geral, formado pela média dos Índices de Desempenho Parcial (IDP) de cada um dos indicadores das metas.

Como todos já sabem, a distribuição será linear, ou seja, o valor será dividido entre os empregados de forma igualitária, e não proporcional ao salário. Lembramos ter sido essa uma conquista da luta sindical.

ASSEMBLEIAS VÃO DECIDIR:

Agora é o momento da discussão e deliberação sobre a proposta para o Acordo Coletivo de Participação nos Lucros e/ou Resultados – AC/PLR – 2016, com pagamento em 2017. É hora dos copelianos decidirem, em assembleias, se a aceitam ou não.

As assembleias decidirão por duas alternativas:

1) SIM, para aceitação da proposta;

2) NÃO, para rejeição da proposta.

Os sindicatos informam que, após as negociações realizadas, a Copel considera essa sua proposta final, não estando aberta a retomar negociações sobre ela. A rejeição da proposta implicará em buscar alternativas judiciais para sua melhoria.

Para o resultado final das assembleias, os votos dos copelianos serão somados em âmbito estadual. Todas as assembleias sindicais ocorrerão de 16/11 a 02/12.

ass

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para HORA DE AVALIAR A PROPOSTA DA PLR

  1. A distribuição da PLR de forma linear é resultado de um Decreto de Requião e não uma conquista sindical.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s