SINDICATOS COBRAM REVISÃO DA PROPOSTA. NOVA REUNIÃO ACONTECE DIA 01/10.

finalAs negociações entre os sindicatos e a Copel reiniciaram as 14:07h desta quinta, desta vez com a presença, pela Copel, do Diretor de Gestão Empresarial, Gilberto Mendes Fernandes. O técnico do DIEESE que assessora os sindicatos na negociação em relação ao cenário econômico-salarial, Fabiano Camargo, fez detalhada exposição sobre a produtividade da Copel e os cenários de negociações no Brasil, reforçando a necessidade de uma proposta que faça justiça aos trabalhadores copelianos.

Os sindicatos pontuaram o que consideram fundamental no caminho de uma boa proposta salarial:

– Reajuste pelo INPC integral, mais ganho salarial real, sem parcelamento do reajuste;

– Reajustes nos benefícios (auxílio-alimentação, vale lanche, auxílio-creche e auxílio-educação) também acima da inflação, tendo em consideração que a variação da inflação nesses itens foi maior que o INPC geral.

– Melhoria significativa no abono salarial e aplicação sem diferenciação;

– Rever os critérios recentes de PCCS, que diminuíram os níveis salariais de ingresso e estabelecimento de uma política de valorização salarial para as carreiras, sem discriminações seletivas nos enquadramentos salariais.

Após ouvir as ponderações dos sindicatos, o Diretor Gilberto Fernandes afirmou que vai levá-las em consideração, dizendo que a satisfação do empregado, ao lado da satisfação do consumidor, sustentam o desenvolvimento da Empresa. O Diretor ponderou pela necessidade de suspender a negociação por um tempo, para reformulação da proposta.

A reunião com o diretor encerrou-se as 15:15h. Continuam em discussão ainda hoje alguns itens administrativos das reivindicações dos trabalhadores. Nova rodada de negociações ficou agendada para a próxima quinta-feira, dia 01 de outubro.

Na foto, sindicatos apresentam suas críticas e ponderações aos representantes da Copel.

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

7 respostas para SINDICATOS COBRAM REVISÃO DA PROPOSTA. NOVA REUNIÃO ACONTECE DIA 01/10.

  1. resiti disse:

    O que foi discutido e/ou solicitado alteração no que diz respeito aos ítens administrativos??

  2. Gilson Auter disse:

    Qual o motivo de não colocar na pauta a questão do horário flexível (entrada 7h e saída 16h), que já foi pedido pelos empregados?

  3. poisze56 disse:

    Pois é gente:1 – Radio peão comentando pelos arrebaldes:
    – Parcelar é piada, a empresa ta bem, até tem dinheiro para concorrer a títulos
    – Entrada flexivel a todos em uma regra que já existe, desde que quando necessário, deverá estar 8:30 quando necessário.
    – O motivo da empresa não ganhar o lugar ao sol para se trabalhar, foi o PCS, que é tido como punição, vingança, e feta das gerencias que chegam a embolsar de 3 a 5 estagios ao ano, tirando do empregado. Muitos falam na falta de ética e moral na hora da divisão dos estágios e promoções. Falta critérios de forma a que quem não tenha recebido nenhum $$ sem justificativa por escrito ou ha vários anos, tenha daí sim, uma advertência, mas para a gerência por não saber distribuir. E que ainda engorda-se gerencia e compatriados bem, em estágios para já na sequênia ele poder ser promovido. Gerente tem que concorrer entre eles e com verba mínima aí sim o mais competente leva. Não é juso gerente pegar a parte do empregado.
    Na pratica, comenta-se faz-se um pano pro gerente que na primeira, leva.
    Vem estágios pra todos mas fala-se que em áreas tem o famoso não sei de nada.
    – e para quanto vai o ganho irreal mesmo?
    2 – Falou-se que é uma vergonha estas primeiras reunioẽs que sempre é assim, meio fraca de propostas. Apenas é um assédio na expectativa dos empregados. E o sindicato sai vitorioso recusando. A repetição de todo ano.
    3 – Dizem que a empresa esta preocupada com o clima, mas com uma pesquisa a cada 2 anos, fica difícil o empregado se defender e mostrar sua realidade.
    As demais correções devem ser pelo mesmo que o salário será corrigido.
    Esta proposta é Não.

    • pieter30 disse:

      Todo ano é a mesma “RECEITA DE BOLO”, a empresa lança uma proposta que sequer pode ser considerada cerca de 2 semanas antes de iniciar oficialmente o dissidio, o sindicato diz que é necessário uma proposta melhor aí vem a empresa com uma proposta ainda ruim mas que muitos irão achar ‘ótima” comparativamente e todos sorriem. Por que os sindicatos não começam as reuniões na data oficial pra evitar toda essa “bobagem”. Em relação ao pcs -pra variar- continua uma piada! Se continuar com essa metologia a empresa ”NUNCA” estrará para o rol das 150 melhores para trabalhar! E por falar em melhor, são diversos prêmios conquistados com o suor de cada trabalhador mas, quando virá o reconhecimento?? Melhor empresa para o cliente, pior empresa para o trabalhador! Vamos à luta!!

  4. Todo ano é a mesma ladainha,primeira proposta uma m……..,eles acham que estamos nadando em dinheiro,que os funcionários estão muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito felizes com esses PCS,e ainda querem que uma pesquisa feita por um orgão externo de qualidade e satisfação ,dê um resultado positivo,por favor senhores diretores,olhem com atenção a empresa que administram,vejam as pessoas que estão na linha de frente,se desdobrando num cenário politico onde só há roubalheira,essa empresa é muito maior que esses politicos que só querem vender tudo e embolsar.Perguntem cara a cara aos funcionários seus anseios,desejos,pois garanto,muitos gostam da COPEL,mas a motivação está se acabando faz tempo.Não queremos salários astronômicos,só queremos o justo.

  5. dluks82 disse:

    GREVE??? … Por um momento me passou pela cabeça que somos unidos e lutamos pelos nossos direitos!

    Os bancários hoje receberam a proposta de ACT e, pela sua ridicularidade já apontaram indicativo de greve, eles pediram 16% receberam 5% como oferta…

    Esse coletivo está político demais, muita conversa e pouco resultado.

    PCCS??? Que é isso? Aquilo está longe de ser um plano de carreira digno de uma empresa do porte da COPEL mas, quem se importa né?!

    A pesquisa com o cliente rendeu prêmios e, a pesquisa com os empregados foi ruim. Estranho??? Não, isso é porque gostamos do que fazemos, tratamos bem o cliente e, levamos porrada da empresa. Muita coisa precisa mudar mas, não vai mudar!

    Eu poderia até dizer que a “Ética” deve ser demitida da Copel, faz muito tempo que ela não aparece por lá!!!

    • personavenia disse:

      Legal a ideia de se pedir todas as correções, vale+ajuda aqui e ali, com no mínimo a inflação. Hoje a empresa prefere auxilio a dar aumento. Nem preciso dizer o motivo.
      – Acrescento ao que foi comentado, que uma empresa sem transparência é uma empresa que está abusando do poder. Os empregados foram golpeados pelos chefes, que o acusam de incompetência, Mesmo as metar terem sido atingidas, inventam algum ocorrido pequeno e daí, 0% pra ele e voces já sabem pra onde vai o grosso está e pra quem vai? Pra gerencia que foi ELE que conseguiu o resultado e merece. O troféu tá circulando, mas os estágios pararam onde?
      Transparência é a empresa públicar o total de estágio destinados a todos. pelo dito, foi mais de 1% para cada um. Mas divulgar por área, assim sabe-se se há golpe na cabeça do empregado. E na Intranet e com quem, ganhou e quanto. Isso chama-se Maturidade e decência da empresa.
      O colega deluk82 frisou bem: Ética. Cadê os valores da empresa? O código de conduta ?
      Tem coisas na legalidade, mas não na imoralidade. Falta de clareza e assumir responsabilidade no PCS falho é o que?
      Pessoas embolsando estágios aos montes todos ano para logo ser promovido a custa da retirada de mérito dos colegas.
      Propomos que haja mas uma trava na promoção. Recebeu muitos estágios naquele ano, a candidatura apromoção ficaria no ano que vem, para dar chance a quem tá na fila e não é gerente, como exemplo. E verba poprocional e vagas para que os gerentes disputem entre eles estágios e promoção. QUem sabe aí, apareça quem é competente de fato.
      O PCS baixou os salários, tirando expectativas, igualando a que mercado?(falta de transparência de novo). Se ele é igual ao mercado, e os benefícios nã diferem como se divulga. A estabilidade fica em segundo plano, pois o que se deseja é um futuro de carreira com SERIEDADE. Daí, a empresa faz cursos, os empregados agradecem e o mercado os espera ansioso. Pois os velhos, que é quem estão sendo discriminados no PCS, ficam, porém desanimados por sentirem-se discriminados, pois nada ganham em prol da nova geração, seja por que já ganhou muito ou vai se aposentar, ou está mais lento no uatsap. Depois a Copel ainda se associa a orgãos anti-discrimminação ou coisa assim. Pra pensar
      Quanta coisa que não lemos na intranet e é ao menos aqui, um grito de infignação, mas não de acusação.
      Greve? Duvido que saia. Nos parece que a empresa está com uma direção que está olhando e entendendo o que de real acontece internamente e busca corrigir. Vamos antes aguardar as rodadas, mas o sindicato deve estar de prontidão.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s