SINDICATOS REÚNEM-SE COM A COPEL DIA 28/05 PARA DISCUSSÃO DO PCCS

Dia 28 de maio, quinta-feira, os sindicatos reúnem-se com a Copel tendo como assunto o Plano de Cargos e Salários – PCCS, com a expectativa de que, finalmente, a Empresa apresente sua proposta de Plano e abra a discussão relativa a ela com os representantes dos copelianos.

Já se arrasta por mais de três anos a espera de que seja realizada uma revisão no PCCS, com sucessivas cobranças dos sindicatos e dos trabalhadores pela agilidade por parte da Copel. Na reunião quadrimestral de revisão do Acordo Coletivo, realizada em 13 de março deste ano, a Empresa informou que apresentaria aos sindicatos o PCCS até o final daquele mês, mas o fato é que até agora a proposta ainda não é conhecida. Os sindicatos esperam que dia 28 ela finalmente seja discutida.

 O PCCS QUE QUEREMOS:

 ficando de olho– Um PCCS com regras claras para os trabalhadores progredirem na carreira;

– Um PCCS que valorize os copelianos efetivamente, com a destinação de recursos abrangendo todas as localidades e critérios de isonomia, que evitem privilégios;

– Que os recursos para o PCCS sejam institucionalizados de modo a terem destinação assegurada, pois não basta prever as possibilidades de melhorias na carreira funcional e não ter como realizá-las depois.

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

8 respostas para SINDICATOS REÚNEM-SE COM A COPEL DIA 28/05 PARA DISCUSSÃO DO PCCS

  1. mariatns disse:

    E como ficam as promoções barradas a mais de 2 anos? Temos vários empregados que tiveram suas progressões barradas e a mais de 2 anos não recebem promoções…

    • coletivocopel disse:

      Uma das coisas em que os sindicatos do Coletivo estão insistindo é que exista transparência, equidade nos critérios e distribuição de promoções considerando a Empresa e o Estado, como um todo. É preciso, mesmo, atentar para isso, Mariatns. Valeu por sua observação!

  2. Alvaro Pfeng disse:

    Os sindicatos devem observar que em 2011 quando apresentaram o PCCS, os salários foram reajustados em média 24,45 %, apenas para o pessoal mais novo com 7 ou 8 anos de empresa e o pessoal mais antigo não recebeu nada, tá na hora de pagar o retroativo desses que não receberam, quero ver se os sindicatos vão brigar por isto????????

    • coletivocopel disse:

      Olá Alvaro, é importante que todas as questões sejam levantadas e levadas para a mesa, justamente para garantir equidade e justiça na formação e na aplicação dos critérios. Valeu por participar aqui!

  3. dark0513 disse:

    Mas com essa historia de meritocracia(bajulocracia) a empresa nuca serah clara!

  4. poisze56 disse:

    Peço um apoio do sindicato nesta questão, em ler os escritos sobre o assunto desde o início do blog e encaminhe ao Presidente para que ele tenha uma real situação.
    A camisa de força não é respeitada é inútil, como movimentar um consultor para uma área onde já tá cheio deles? QUe aliás pouco presta de consultoria.
    PCCS para gerentes já, com quesitos e requisitos obrigatório, como aprovação dos empregados de forma anonima, (e.G.)
    A empresa poderá a ter problemas como os da Perobrás? Lá em suma foi indicaçã política os gerentes.
    Na Copel o que chamam de oportunidade é apadrinhamento . Temos pessoas desqualificadas em gerência de engenharia, pessoas qualificadas na geladeira.
    Temos júnior (Que nome horrível para cargo) que prestam consultoria.
    Temos mais de 50% querendo mudar de área por causa da gerência.
    Temos estrutura criada para acomodar gerencia. E depois vem falar de PCS.
    A Yara, na época, criou um clima que resultou hoje em plenos desanimados sem futuro ganhando o mesmo que seniores antigos, que por sua vez são perseguidos por ter algo como culpa por ter que além de ensinar resolver o problema que muitos recem plenos naõ sabem. eganham igual.
    Tempo é dinheiro, simples assim. A Yara erseguiu, entendmos assim, uma classe de plenos antigos e seniores.
    Nunca antes se viu tamanha disparidade, irresponsabilidade.
    Dá pra escrever uma triste hstória do descaso com o PCS, um livro.
    Sindicato. fica de olho para não ser mais uma vez enrolado e assinar.

  5. tecnicoadm2 disse:

    Coletivo, não sei se já viram isto http://www.legislacao.pr.gov.br/legislacao/listarAtosAno.do?action=exibir&codAto=135140&indice=7&totalRegistros=367&anoSpan=2015&anoSelecionado=2015&mesSelecionado=1&isPaginado=true, mas no artigo 4º deste decreto estadual assinado pelo governador, não somente o Plano de Cargos e política salarial, mas inclusive Acordo Coletivo e quaisquer outros benefícios e vantagens agora tem que passar pelo crivo da CCEE criada pelo Governador. E, como sabemos que as coisas por lá geralmente não são tão rápidas, acho que esse ano teremos que nos adiantar nas negociações do ACT 2015/2016.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s