Copel ignora riscos ambientais e socioeconômicos da exploração do gás de xisto no Paraná

(20/11/2013 – Portal do Senge-PR) Em artigo intitulado “Copel ignora riscos ambientais e socioeconômicos do fracking para gerar energia no Paraná”, o engenheiro eletricista Ivo Pugnaloni e a ambientalista Zuleica Nycz advertem para os graves problemas ambientais e econômicos que a exploração do gás de xisto podem gerar ao Paraná.

Está marcado para o próximo dia 28 de novembro, na Agência Nacional do Petróleo (ANP), no Rio de Janeiro, o leilão que envolve áreas de 169 mil quilômetros quadrados do Noroeste ao Oeste paranaenses, que serão destinadas à exploração do gás de xisto pelo método “fracking”, considerado um dos processos de produção de energia mais agressivos ambientalmente e está proibido em vários países do mundo.

A região delimitada para a exploração do gás de xisto no Paraná, está compreendida num polígono formado pelas cidades de Pitanga, Paranavaí, Toledo e Cascavel uma das regiões mais fortes do estado na produção agrícola e de avicultura e suinocultura e próxima ao Aquífero Guarani, um dos maiores reservatórios subterrâneos de água doce do mundo.

No texto, Zuleica Nycz e Ivo Pugnaloni denunciam que o “fracking”, produção de energia elétrica a partir de depósitos residuais de óleo e gás em poços de curta vida útil, representa “um método devastador para o solo, ar, as aguas superficiais, subterrâneas, que afetará a segurança dos grupos indígenas e das unidades de conservação, ameaçando igualmente e de forma devastadora toda a economia baseada nas atividades agroindustriais no Estado do Paraná”.

Clique aqui para ler o texto completo no portal do Senge-PR.

Esse post foi publicado em Notícias do Coletivo. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Copel ignora riscos ambientais e socioeconômicos da exploração do gás de xisto no Paraná

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s