Veja os resultados da negociação do ACT 2013/14, item a item

Captura de Tela 2013-10-17 às 14.44.06

Clique na imagem acima para ler e baixar o documento

Nas assembleias que terminam nesta sexta-feira (18), dirigentes dos 13 sindicatos que, unidos, defendem os interesses dos copelianos nas discussões do ACT 2013/14, estão apresentando aos trabalhadores todas as cláusulas negociadas com a empresa.

Assim que terminaram as negociações, publicamos neste blog o que conseguimos obter em relação às reivindicações principais (isto é, a parte econômica).

Usamos as assembleias, um momento fundamental em que ouvimos e trocamos ideias com os trabalhadores, para apresentar detalhes de tudo que foi negociado.

Apesar disso, alguns colegas pediram a publicação, aqui, do que foi negociado para cada cláusula do ACT. Ela está ao lado (basta clicar sobre a figura acima para ler e baixar o arquivo). Não foi possível fazer isso antes devido ao fato dos dirigentes sindicais (muitos dos quais cumprem dupla jornada, já que não estão dispensados de suas atividades na Copel para atuar em defesa dos trabalhadores) estarem percorrendo o Paraná realizando as assembleias.

Como já dissemos, esse blog é um espaço de comunicação entre as entidades que compõem o Coletivo Sindical dos Empregados da Copel e os copelianos. Ficamos felizes por saber que ele se tornou, também, um espaço de discussão e troca de ideias dos trabalhadores. Mas nem sempre é possível responder ao que é pedido aqui na velocidade desejada. Nesse caso, ligue para seu sindicato, ou procure um representante dele na empresa.

Esse post foi publicado em ACT 2013/14, Notícias do Coletivo. Bookmark o link permanente.

16 respostas para Veja os resultados da negociação do ACT 2013/14, item a item

  1. resiti disse:

    Coletivo, aproveite que irão discutir até dia 30 de Novembro as clausulas administrativas com a copel, para tentar novamente a questão horário flexível para os setores que não trabalham em horário comercial, visando maior segurança e menor trânsito em determinados horários, como sugerido: entrada das 07h00 às 10h00 e saída das 16h00 às 19h00

  2. Essa proposta feita pela empresa, a qual está em votação até amanhã, foi muito boa, a empresa se mostrou preocupada com a valorização de seus funcionários, apresentando essa proposta nesse momento que a Copel passa, e também gostaria de agradecer aqui a valorização prestada pela empresa, na homenagem que nós eletricistas ganhamos hoje, 17/10 dia do eletricista, isso faz com que fiquemos orgulhosos de nossa profissão, e mais, orgulhoso de ser copeliano, deixando isso transparecer aos nossos clientes, que sempre nos elogiam pela eficiência da Copel.

  3. atendente4h disse:

    acho que devemos dizer SIM a esse ACT/2013/2014, nao vamos conseguir rancar mais coisas da copel.

  4. Obrigado. Assim fica mais claro.

  5. O que deveria estar em nossas mãos desde sexta-feira, finalmente foi publicado. Antes tarde do que nunca. Se tivessem publicado antes, não iria gerar tantas controvérsias. Obrigado Coletivo Copel e obrigado a todos nós.

  6. 17 de outubro – Feliz Dia dos Eletricistas, vocês são a nossa Copel junto aos consumidores. Obrigado a vocês que ajudam a iluminar nossos lares, faça sol ou faça chuva.

  7. Gilson Auter disse:

    E como ficou a relação de hora extra versus hora compensada?
    Continuará 1,5?

  8. Sugestão. No próximo ano, se tivermos acesso a ata fica bem mais fácil, tirarmos as duvidas antes de votarmos.

  9. poisze56 disse:

    Embroma-me que eu gosto.
    Na resposta do item 8. São assuntos bem diferentes.
    A meritocracia é uma coisa, (lá mesmo diz que 10% não mereceram) e as perdas são outra coisa.(onde todos perderam. (apenas uma das diferenças)
    Aliás teve gente que não merecia e recebeu. O critério foi matemático. E felizmente, alguns foram agraciados e que de fato mereciam. Sobre os 10% que ficaram? Alguns estavam acima do mercado. Bom e daí? Talvez tenham feito bons trabalhos e mereciam o que estavam ganhando e foram então,matematicamente prejudicados. Ou aqueles ue estavam a mais tempo no trabalho da empresa e viram colegas recem chegados já igualarem aos seus salários, mesmo exercendo atividades (experiências muito diferentes).
    O Merecimento se ficar da decisão do poder gerencial é injusto (vários depoimentos) se ficar na matemática do mercado também, O que falta é gerente comprovadamente gerente.
    As perdas são valores de reposição e capitalizadas, que tem prejudicados muitos colegas. Quantos já não saíram devido a isso? ´E claro, a mresa continuou apesar disso(sem repor as perdas). Afinal, como dinheiro público é só chamar da fila. Ainda bem, que as regras estão mudando. Mercado absorvendo, mais atrativo, mão de obra qualificada mais escassa. Daí o próximo pode não estar na fila ou ter tido uma nota baixa que. Bom era assim e assado.

    • poisze56 disse:

      Contar também que a gerentada correu para os 10% do caso acima, que houve promessa da diretoria de resolver o caso deles em poucos meses, era or causa do sistema e mentira e tal.
      Esse pessoal, uns 1000, estavam na maioria no meio da carreira. Contaram que era pro pesoal que ia se aposentar sir com o bolso cheio e que os novatos estavam indo embora. Daí com os antigos saindo, os “do meio não receberam e tiveram e estão ensinado os que ganham iguais a les, pois os antigos … FUI !!! bye bye so lonh very well.
      Alguns antigos, ao menos, estavam há anos sem um merecimento.

    • Sempre argumentamos com a empresa sobre essa questão dos gerentes mal preparados ou mal intencionados.
      No nosso entendimento, não é justa a forma como a Copel aplica a “meritocracia”.
      O entendimento do RH, e não poderia ser diferente, é que a autonomia de gestão deve ser do gerente. E, apesar de saberem das deficiências de alguns (seriam só alguns mesmo?) gerentes, o modelo não muda.
      Segundo o RH, medidas estão sendo tomadas para mudar isso (capacitação dos gestores, uso de ferramentas de avaliação corporativas, …)
      Até entendo que o caminho tomado seja razoavelmente correto. Mas ficam algumas perguntas no ar:
      – O tempo que se leva para capacitar os gestores é adequado?
      – Haverá alguma ferramenta para afastar ou realocar um gestor que não atenda as expectativas?
      – Os funcionários poderão efetivamente avaliar seu gestor? Essa avaliação servirá para a empresa corrigir erros ou ficará engavetada?
      – Até quando vai prevalecer o apadrinhamento de alguns gerentes?
      – Até quando os gerentes vão ganhar aumentos polpudos enquanto os funcionários ganham pouco ou quase nada?

      • niquelnausea disse:

        Também gostaria de saber. Muitas vezes ficamos com a impressão de que devemos agradar aos superiores, e não cumprir nossos deveres.
        Os modelos de avaliação também não são uniformes, sei de áreas em que o gerente da agência fez a avaliação de seus funcionários com vários “supera” e alguns “atende”, além de não ter feito a entrevista individualmente. Na minha área foi “atende parcialmente” e alguns “atende”. Fiquei imaginando o que meu gerente ganhou com isso, ou o que o gerente que não fez a avaliação da forma correta ganhou.

  10. Só me respondam uma coisa, porquê a COPEL quis diminuir a multa por descumprimento de cláusulas (ITEM 6)? Sindicato, porquê não divulgaram isso antes? Acho que alguma coisa tá estranha, tomara que eu esteja errado, mas dessa diretoria não duvido de mais nada.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s