ACT 2013/14: assembleias começam nesta sexta (11); participe

Os 13 sindicatos que representam os trabalhadores que permanecerem firmes e unidos até o fim da greve de 2012 começam nesta sexta-feira as assembleias para discutir a proposta negociada com a Copel para o Acordo Coletivo de Trabalho 2013/14 (clique aqui para lembrar dos principais itens).

Com em 2012, não haverá divulgação dos resultados separadamente, por sindicato. Em vez disso, o resultado será unificado, tendo como base todo o corpo de empregados da empresa.

Porque, afinal, o que vale é a palavra da maioria, não importa qual a função na empresa ou o sindicato a que se está ligado. Vale o que pensam e querem os copelianos, unidos.

A abertura das urnas e a contagem dos votos estão marcadas para o próximo dia 18, às 13h, no KM 3, em Curitiba.

Veja o calendário:

Sindel (Londrina e região)

Sexta-feira, 11/10
8h. Ivaiporã
8h. Londrina (Ag. Sul)
11h. Faxinal
13h. Londrina (Ag. Oeste)
13h30. Tamarana
17h. Londrina (Ag. Norte)

Segunda-feira, 14/10
8h. Londrina Manutenção
11h. Cambé
11h. Centenário
13h30. Rolândia
13h30. Astorga
17h. Ibiporã

Terça-feira, 15/10
8h. Arapongas
8h. Apucarana
11h. Jandaia do Sul
16h. Assaí

Quarta-feira, 16/10
8h. Bela Vista
13h30. Sertanópolis
17h. Sede do Sindel

Sinel (Ponta Grossa)

Sexta-feira, 11/10
17h. Polo de Manutenção Visconde de Mauá (Avenida Visconde de Mauá, 1133, Vila Oficinas)

Segunda-feira, 14/10
8h. Divisão de Transmissão Centro Sul (Rua Moserote, 165, Jardim Santa Mônica)
17 h. Departamento de Serviços Centro Sul (Rua Joaquim Nabuco, 184)

Stiecp (Norte Pioneiro)

Terça-feira, 15/10
9h.
SE/fra
11h. Ibaiti
13h. Jaguariaíva
16h. Wenceslau Braz
18h. Siqueira Campos

Quarta-feira, 16/10
8h. Bandeirantes
13h. Santo Antonio da Platina
18h. Cornélio Procópio

Siemcel (Cascavel)

Terça-feira, 15/10
18h. Auditório da SDO (Rua Vitória, 105)

Steem (Maringá e região)

Segunda-feira, 14/10
18h30. Copel Clube de Campo Mourão (Rua São José, 70)
18h30. Centro Social Urbano de Cianorte (Praça Olímpia, 236)

Terça-feira, 15/10
18h30. Ceru Umuarama (Rua José Dias Lopes, s/nº)
18h30. Copel Clube de Paranavaí (Av. Gabriel Esperidião, s/nº)

Quarta-feira, 16/10
18h30. Arcom Maringá (Rua Caxambu, 388)

Sindelpar

Quinta-feira, 10/10
8h. Araucária e Guarapuava
10h30. Lapa
13h. Pitanga
17h30. Irati

Sexta-feira, 11/10
8h. Matinhos
10h30. Guaratuba
13h. Pontal do Paraná e Castro
17h. Paranaguá
17h. Telêmaco Borba

Segunda-feira, 14/10
12h30. Laranjeiras do Sul
17h. Medianeira

Terça-feira, 15/10
8h. Mal. Cândido Rondon
10h. Guaíra
11h. Usina do Fundão
13h. Palotina e Fazenda Rio Grande
15h. Assis Chateaubriand
17h. Toledo

Quarta-feira, 16/10
8h. Usina de Caxias
11h. Usina de Segredo
13h. Prudentópolis
15h. Usina de Foz do Areia

Quinta-feira, 17/10
8h. Quatro Barras e Antonina
10h30. Piraquara
11h. GPS
13h. Pinhais
17h. Guaraituba

Sexta-feira, 18/10
8h. Almirante Tamandaré

Sindenel (Curitiba)

Sexta-feira, 11/10
8h. Agência Sítio Cercado
17h. Agência Santa Felicidade

Segunda-feira, 14/10
8h. Agência Centro
12h. Comendador Araújo
17h. Santa Quitéria

Terça-feira, 15/10
8h. Agência Bacacheri
12h. Mariano Torres
17h. Atuba

Quarta-feira, 16/10
8h. Agência Portão
12h. Padre Agostinho

Quinta-feira, 17/10
8h. Agência Vila Hauer
8h30 às 17h30. Sede do Sindenel
17h. Km 3

Esse post foi publicado em ACT 2013/14, Notícias do Coletivo. Bookmark o link permanente.

141 respostas para ACT 2013/14: assembleias começam nesta sexta (11); participe

  1. E o sobreaviso entre as 23:00 H e as 08:00 H.
    O representante do sindicato disse que conversou com o diretor da copel, e falou que ia ser bom , que ia discutir o assunto para nos pagar nesse horário. Coletivo a copel nem discutiu o assunto?

  2. popular1real disse:

    E as datas dos outros locais???..e Londrina???

  3. cronono disse:

    E os outros sindicatos?

  4. soumaiscopel disse:

    Só lembrando aos colegas de empresa que este acordo coletivo está saindo mais barato para a Copel do que o coletivo 2012-13. O salário médio da Copel em 2012 era de aproximadamente R$ 4.500,00. Duas remunerações ( no abono)custaram à Copel R$ 9.000,00 por empregado, aproximadamente. Neste ano, o abono é de uma renumeração mais R$ 3.300. Com o salário médio atual, o abono custará em média R$ 8.000,00 por empregado. Considerando a inflação do período e partindo-se da ideia de uma parte fixa mais uma parte variável, seria interessante uma remuneração mais R$ 4.700,00 fixos para todos os empregados. Acredito que a empresa ainda tenha uma reserva técnica para dar uma proposta melhor ainda neste ano. Entretanto, acredito que muitos vão estar com a corda no pescoço e aceitar esta primeira proposta. Realmente será uma pena se isto acontecer, mas acredito que possamos ter mais conquistas ainda este ano. Não se deixe induzir e vote com a consciência que você provavelmente irá se aposentar nesta empresa mesmo que você viva criticando a atual diretoria. .: ” Escolhi morrer de pé à viver de joelhos”. Força e união.

    • Cintia Froes disse:

      E lembrando ainda, que estamos falando apenas de vale-alimentação, abono e auxílio e educação, e as outras cláusulas? E a qualidade de vida no trabalho? Ambientes sujos, falta de produtos de limpeza, etc. Plano de cargos e salários (ativo)? Não trabalho no call center nem como eletrecista, e fico indignada com as coisas que ouço das condições de trabalho . E ai?

  5. Muito cuidado ao votar, pois o representante do SINDEL Sr, Mendes, nos informou que a pegadinha deste ACT é que não serão mantidas as conquistas dos ACT’s anteriores.

    • Em postagem do dia 02/10, consta que Copel aceitou manter conquistas anteriores… Espero que o pessoal do Coletivo esclareça.

    • bucaneroxhpi disse:

      Gilberto, com certeza foi um mal entendido, não era isso que o Mendes quis dizer. Na verdade , TODAS as cláusulas devem ser profundamente analizadas, para evitar o que quase aconteceu o ano passado com respeito ao ganho real de 1%, quase passou e isso era uma pegadinha.

      • coletivocopel disse:

        Obrigado, bucaneroxhpi. É o que temos a dizer. Tratou-se de um mal entendido. Como já publicamos, negociou-se com a Copel a manutenção das conquistas anteriores. Sobre o aumento real do ano passado, a “pegadinha” veio apenas na hora de assinar o Acordo. Mas, como dissemos antes, acreditávamos ser perfeitamente possível conseguir um novo aumento real em 2013. O que de fato ocorreu.

      • loucocwb disse:

        Coletivo,

        Seria oportuna a publicação do acordo completo negociado com a COPEL. Cláusula por cláusula. Econômicas e administrativas. Para eliminar as dúvidas…

      • loucocwb disse:

        Depois de perdida, por exemplo, a indenização em caso de demissão sem justa causa em caso de mudança no controle acionário da empresa, nada a trará de volta.

      • Infelizmente foi o que ele disse. Nos ainda perguntamos por mais de uma vez. Não entendi mal, todos os que estavam na sala ouviram. Da próxima nos mande uma copia da ata completa desta reunião do coletivo com a empresa e tenho certeza que as duvidas serão bem menores.

    • forayara2013 disse:

      GILBERTO, VC CONHECE A COPEL E SABE QUE NÃO VÃO MELHORAR EM NADA A OFERTA., ENTÃO VAMOS PEGAR O QUE É NOSSO E BOA.

      • loucocwb disse:

        Acho que tão importante quanto melhorar a proposta atual é garantir pontos importantes de conquistas passadas que não estão claras no acordo a ser votado.

        Penso ser fundamental e publicação completa dos termos negociados.

    • Gilberto, não acredito nisto, pois na primeira rodada de negociações, em seu primeiro dia, foram mantidas todas as conquistas anteriores, salvo engano.

  6. grandenm1 disse:

    Qual foi o golpe da Copel dessa vez? Com certeza, se fez de louca, contentou a massa e arrecadou mais uns votos para o Piá de Prédio. Saiu no lucro com esse abono igualitário. Só fazer as contas.
    Logicamente, os que ganham menos, se deram bem. Pelo menos serão massa de manobra com dinheiro no bolso. Como estou no meio do caminho, para mim tanto faz, inclusive, gostei de ver os “menosprezados” atendentes 4h rindo de todo mundo, ganhando 5, 6 ou 7 remunerações numa bolada. Porém, não queiram compaixão depois, quem leva o tapa nunca se esquece.

    Volto a repetir, para mim, o ACT deveria contemplar maiores garantias de empregabilidade.

    • Xandy Menegon disse:

      Gostaria de alertar você sobre o fato de que se algum atendente 4hrs está rindo da cara de alguém, zoando, ele não está falando por todos, somo mais de 200, por favor, não leia a opinião de um colega 4hrs e ache que todos os restantes são iguais, tenho certeza que você é inteligente o bastante para pensar nisso. Afinal de contas tem tanta gente falando bobagens aqui, que se todos pensassem como você, ninguém presta, já que a opinião de meia dúzia vale por todos.

      • sifoes disse:

        e vc trocaria 1 salario + 3300 por 2 salarios + 2% de aumento real? Duvido… Os que são da carreira administrativa, a maioria está no nível III ou IV e está contente com o abono.

      • grandenm1 disse:

        Xandy Menegon,
        me desculpe caso tenha te ofendido, mas você precisa interpretar melhor o que escrevi, leia de novo.
        Veja os comentários de alguns atendentes 4h no post “Sindicatos saem da mesa de negociações … ” que irá entender o que eu tentei expressar. A menos que você se manifeste, os que se manifestaram representam você. E não escrevi que era contra vocês, pelo contrário, coloquei que gostei de ver os que ganham menos com dinheiro.

        sifoes,
        1 salário e R$3300,00 onde? Vai ver o que será descontado no IR…
        Também não contará na sua previdência, não contará para aumentar o valor de sua aposentadoria.
        Sou técnico administrativo e fui contra esse abono igualitário e popular, pois sou a favor de um aumento real maior no salário, que ficará perpetuado, e maiores garantias de estabilidade do que um calaboca. A Copel saiu no lucro.
        O povão vê esse dinheiro e não pensa em nada mais, fica maluco, avareza total!
        Mas f o d a-se, vão gastar esse calaboca e esquecer o resto.

      • Xandy Menegon disse:

        grandenm1

        Leia este trecho novamente.
        ”Gostaria de alertar você sobre o fato de que se algum atendente 4hrs está rindo da cara de alguém, zoando, ele não está falando por todos, somo mais de 200, por favor, não leia a opinião de um colega 4hrs e ache que todos os restantes são iguais”

        Eu não estava discordando de vc, e sim pedindo para não colocar todos no mesmo balaio, quem não entendeu foi vc, e se vc olhar no post “sindicatos saem da mesa de negociação” vai vai encontrar posts meus lá e de outros colegas que não estão zuando.

  7. Alguém dos Sindicatos poderia publicar o acordo coletivo completo negociado com a COPEL? Todas as cláusulas econômicas e administrativas.

    • cronono disse:

      Concordo, como vamos votar sim ou não sem saber todas as cláusulas?? Será que tem pegadinha na jogada COLETIVO? Poste a proposta aceita pela copel, pois temos o direito de ler com antecedência para pensar bem no voto.

  8. Carlos Vieira disse:

    Vocês não se deram conta ainda que tem algo estranho neste acordo, pois todos pedem que seja publicado o acordo ou a pauta com as respostas da COPEL, e nenhum sindicato se quer responde e muito menos publica!!!! Prq….será????????????????

  9. sifoes disse:

    e o “povão” contente com o abono…(q deveria ser para repor as perdas)…pensando no agora e não no futuro… vai dar SIM de primeira.

  10. mariatns disse:

    acredito que a forma mais prudente seria votar após ter acesso ao acordo coletivo,
    é muita irresponsabilidade de todos votar algo que não se tem conhecimento, assinar um documento “em branco” … ai acontece igual o ano passado, que o que foi votado não correspondia com o que estava escrito …

    • grandenm1 disse:

      Estou totalmente de acordo.
      Será que os sindicatos não aprenderam com o erro do ano passado?
      Eu ainda estou muito desconfiado desse acordo, que iremos votar às cegas, só com as propostas financeiras acertadas e nada mais. Cadê o inteiro teor do ACT a ser assinado?

  11. Simone Mayer disse:

    Já vi várias pessoas cobrando resposta a respeito do Plano de cargos e salários e o sindicato não responde, afinal de contas, o que está havendo? Este assunto não foi debatido? Pelo menos respondam este questionamento? mesmo que a resposta a gente já sabe, mas pelo menos respondam. E não venham com aquela conversa de conversar direto com o seu sindicato (como já fizeram anteriormente). Agora tá todo mundo feliz da vida com esta porcaria de abono, mas esquecem o que a empresa está fazendo conosco, falta de respeito, não respeitam um PCS que eles mesmo criaram, fala sério.

    • patriciave disse:

      Coletivo Copel, também gostaria de respostas para o PCCS o mais breve possível…Grata…

      • bucaneroxhpi disse:

        Posso dizer que a Copel afirmou que será revisado o plano de cargos, e que os sindicatos foram convidados a participar, o que na verdade deve ser analisado. Agora as dúvidas tem que ser explicadas no seu sindicato, nas assembléias. Participe , cobre, não on line.

  12. cronono disse:

    Sindicato responda?? Depois vem as eleições do sindicato também, não se esqueçam.

  13. Sindicato respondam!!!!!!!….vc´s se manifestam somente quando é do interesse de vc´s, e por favor 4 horas tomara Deus que vc´s consigam a promoção para 8 horas, mas nada está garantido e o sindicato já devia ter essa resposta pra vocês. É sim uma grande sacanagem jogar no ventilador que “pode ser que haja a promoção”. Então vamos focar no que realmente importa, estamos assinando uma promissória em branco. Só pra comentar: O que foi aquele pronunciamento do lindolfinho, ele garante o que cara pálida!!! ele nem sabe se continua presidente depois da eleição.Agora a Copel está ótima, todo mundo bonzinho, a cúpula preocupada com nossos temores, com nosso bem estar, montaram cavalo em nós o ano todo.Onde há fumaça há fogo. Não é egoismo pedir pelo não, é pelo bem comum, eu preciso de dinheiro tanto quanto vc´s, tenho família, filhos, eu desconfio de algumas pessoas que se manifestam tão veementemente pelo sim, mas vamos respeitar a opinião de cada um, não estamos aqui pra bater boca, o Sindicato que deveria se manifestar em um momento tão delicado se cala. PS: Nos dias de negociação postava notícias sobre o acordo várias vezes ao dia, e agora nos deixa no escuro. Bom fim de semana a todos.

  14. Temos que ter muito cuidado nesta hora. A proposta financeiramente é bastante atrativa. Não podemos nos deixar iludir com números.
    Isso pode mascarar outras cláusulas mais importantes. Está se enfatizando muito os números. Vejo que a maioria do pessoal está propensa a votar a favor da proposta.
    Temos que analisar bem todas as cláusulas. Pensem em seus futuros. Dinheiro momentâneo não vale em nada se não tiver um emprego amanhã.
    Vamos parar um pouco, refletir sobre o momento atual da Copel, de sua reestruturação e principalmente a questão da renovação da Concessão. Renovada a concessão da DIS pela Aneel, com certeza haverá uma cláusula da mesma que a Copel estará impedida de vender para outro grupo. Assim, renovada a concessão, descarto a privatização.
    Vejo com bons olhos estas reduções com relação ao PMSO, pois hoje a Copel não é uma empresa competitiva frente aos grupos AES, Eletropaulo, CEMIG. Mas discordo a porcentagem dos lucros que é distribuída as acionistas. Na minha opinião, deveriam valorizar ainda mais o quadro de funcionários através de uma melhor distribuição da PL, que deveria ser discutida em conjunto com o Acordo Coletivo.
    Claro que para isso, a Copel DIS principalmente deverá se adequar com relação à quantidade de funcionários. A intenção é a redução, primeiramente com o novo PDV criado, que indiretamente quer reduzir os maiores salários. Reduzindo-se o número, necessariamente vem à tona a questão produção x cobrança. Então se quero reduzir e não quero contratar, qual seria uma das soluções? A tão sonhada promoção dos 4 horas para 8 horas. Temos que pensar ainda na questão do Plano de Cargos e Salários.
    Assim, peço a todos que reflitam um pouco. Precisamos urgente da publicação na íntegra do que foi negociado e acertado entre o Coletivo Sindical e a Copel.

  15. coletivoget disse:

    Cade o act completo coletivocopel???????????????

  16. Xunda Silva disse:

    E a Bruxa foi embora! haha, como ninguem comentou isso até agora?

    E outra coisa: com essa divisão das subsidiárias,(isso também ninguem comentou aqui até agora) muitos empregados estão sendo e serão remanejados, já estão se formando as panelinhas. Alguem sabe me dizer, se a longo prazo, é melhor ficar na DIS ou tentar ir para uma das outras?
    Como fica os sindicados, qual é a posição deles com relação a esta divisão? Quem garante que nenhuma das subsidiárias será vendida?

    • Isso faz parte da reestruturação tendo em vista a renovação da Concessão. São exigências da ANEEL.
      http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=77192&tit=Reestruturacao-da-Copel-e-aprovada
      Já existiam as subsidiárias integrais (DIS, GER/TRA e Telecom). Foram criadas mais 2, ficando 5. Isso é bom, já que diminuíram as Diretorias, reduzindo custos. Para quem desconhece, os diretores das subsidiárias também são diretores-presidentes.
      Sim, alguns remanejamentos acontecerão. Com a renovação da concessão da DIS, os riscos de privatização da mesma são baixos, visto que a ANEEL irá condicionar a renovação.
      A médio e longo prazo vejo com bons olhos a DIS, pois a GER/TRA não tem como reduzir o quadro de funcionários. Já a DIS a tendência é reduzir o quadro de funcionário em pelo menos 1.300 funcionários, equilibrando-se assim o PMSO e consertando de vez a saúde financeira da DIS.

      • Diminuir diretores? Ledo enganbo.
        Antes eram 10 Diretores e 3 adjuntos (um por subsidiária).
        Agora são 10 Diretores e 6 adjuntos (um por subsidiária e um na holding).
        Aonde você viu que diminuiriam diretores?

  17. poisze56 disse:

    Observem que fala-se na reestrutução que diminuiu o número de diretores.
    É fato na holding, mas no total + adjuntos, acho que aumentou. Se o salário manteve-se, o PMSO aumentou para as diretorias? Ou vão tirar do act?
    PMSO, tenho outros significados para as letras.

  18. Segunda-feira começarão algumas votações. Estava propenso a votar SIM, mas mudei minha postura diante de alguns questionamentos acima como o básico de tudo que é a publicação na íntegra do ACT Copel. Não é justo sabermos quais são as cláusulas na hora da votação. Temos que ir na votação com opinião formada. Muitos irão para a votação com apenas os números que serão pagos (famoso cala-boca). Assim não dá: ir na votação, votar sim e sair de boca fechada.

  19. Enquanto não postarem o acordo na íntegra, meu voto é não.

  20. Gostaria muito de ter este documento na íntegra como este publicado do ano passado: https://coletivocopel.files.wordpress.com/2013/05/act-2012_2013.pdf
    Seria muito interessante fazermos uma comparação entre um e outro se não houve alguma alteração. Lembrando que temos que tomar cuidado com vírgula, palavras (mas, e, mais…), pois a aplicação das mesmas no contexto de uma frase, mudam seu sentido.

  21. sickboy disse:

    Parece que o NÃO ta prevalecendo nas votações… e acredito que vá continuar assim até o coletivo postar a proposta na íntegra… cláusula por cláusula

  22. pacman171 disse:

    Vai dar NAO porque o copeliano esta ligado que a proposta é no minimo ridicula!
    Estamos atentos e precisamos de uma mobilização por TODOS!

    • sickboy disse:

      Na verdade ta rolando NÃO por causa da desconfiança do copeliano junto ao seu sindicato. Como querem que briguemos junto a eles, sendo que não nos passam o mínimo de transparência e confiança?

  23. sickboy disse:

    Só votarei em SIM quando tiver uma clausula falando desta tal promoção de 4 para 8hrs. Se tiver esta cláusula, não precisa nem me pagar o abono.

    • sickboy, muito importante sua colaboração representando os 4 horas. Vejo que é uma pessoa que não pensa somente no dinheiro e sim no seu futuro. Espero que todos os 4 horas tenham esta mesma visão. O mesmo vale para outras classes.

      • sickboy disse:

        Com certeza… este é o meu último suspiro. Caso não seja “promovido” para 8 horas até o fim de 2014, serei mais um 4hrs a pedir as contas da copel… infelizmente

    • Muito bom Sickboy, devemos valorizar a galera das quatro horas, são trabalhadores tanto quanto nós das oito horas.
      Eu acredito que a Copel venha a converter as 4horas em 8horas.
      TENHAMOS FÉ E TAMBÉM MUITA LUTA!

      • sickboy disse:

        Deus te ouça. Tomara que o que o sindicato falou aí nos comentários seja verdade. O coletivo disse que o Sebastiani prometeu esta sonhada promoção até dia 30/11/13. Oremos.

  24. Vale reforçar:
    https://coletivocopel.wordpress.com/2013/10/08/sindicatos-saem-da-mesa-de-negociacoes-com-proposta-que-ja-inclui-aumento-real-veja/

    O foco está sendo as condições econômicas para o ACT 2013/14, que são bastante atrativas.
    Não podemos nos esquecer das cláusulas administrativas, assim como as outras.
    Queremos a publicação na íntegra do ACT com todas as suas cláusulas.

    • coletivocopel disse:

      Vá à assembleia e conheça todos os pontos da proposta do novo ACT. Um abraço.

      • cronono disse:

        Quando é a assembleia? Não deveria ter antes da votação? A proposta vocês publicaram, mas eles aceitaram todas as cláusulas exceto a parte econômica?

      • personavenia disse:

        Coletivo,
        O que percebo é que os votantes precisariam de um tempo apara assimilar tudo da proposta. Para depois discutir com os colegas e daí votar.
        O que está preocupando é ouvir tudo e na hora e já votar, por si. sem entender a coletividade.
        O voto é pessoal, mas s esclarecimentos não devem ser dados apenas pelo sindicato.
        Colocar em discussão na hora do voto, pode, digo de novo, pode, gerar tendências, seja por pate dos sindicatos ou de algum participante. Nem todos podem ir votar, mas deveriam ter tempo de discutir com os colegas. Assim o voto é da pessoa, mas sensibilizada pelos diversos fatos expostos e de um entendimento mais voltado pelo comum e não para apenas um entendimento próprio de momento de exaltação talvez.
        Deseja-se um voto consciente inclusive das consequências, de solicitar uma nova proposta..
        Espero que não próximas haja mas tempo.
        Mas, tem sido assim. è apenas uma sugestão..

  25. maisumtrouxa disse:

    E o silêncio impera …
    Cadê as respostas

    • coletivocopel disse:

      Meu caro, vá à assembleia e obtenha todas as respostas a todas as suas dúvidas. Nesse momento, os sindicalistas estão justamente percorrendo o estado para conversar com os trabalhadores, explicar a proposta negociada com a empresa, mostrar o que foi conquistado e o que ainda falta conquistar. Um abraço.

    • poisze56 disse:

      PCS digamos Palhaço Candidato do Sistema
      Cortaram o anuenio, agora o número de vagas tende a diminuir.
      Confiança no processo zero
      Transparência só pra inglês ver
      Gerente ganha dos dois lados, pois acaba pegando também a vaga do peão na promoção, com mil historinhas que não é assim, mas se ele deixa de ser gerente como fica? Com o cargo garantido. Isso se fez na empresa, cargo de gerente, promoção mais facil e depois sai da gerencia e volta outro. É, a radio peão tem muitos casos relatados.
      Estou na turma do aumento real é mais.

  26. kobberal disse:

    O que estamos votando mesmo? Não tem nada além de um e-mail da copel e um post no blog.
    Será que vai ser que nem ano passado que “esqueceram” de informar que o 1% de ganho real era referente ao acordo desse ano?

    • coletivocopel disse:

      Caro, é para informar os trabalhadores dos detalhes da negociação que se realizam assembleias. Compareça à sua e fique sabendo de tudo o que se negociou. Faça perguntas e questione seu sindicato. É seu direito. Quanto ao ano passado, a intenção de falar em “antecipação” de aumento real só foi revelada pela Copel na assinatura do acordo, na Superintendência Regional do Trabalho. Procure nos arquivos desse blog. De todo modo, ficou provado que havia espaço para aumento real em 2013.

      • Xandy Menegon disse:

        Esperamos que isso não ocorra novamente e caso ocorra se neguem a assinar, pois ano passado com a assinatura do acordo com esse 1% para esse ano, ficou como se vocês tivessem nos enganado, a “culpa” ficou toda em vocês, mesmo não sendo tão merecedores como vocês mostraram e contaram oque realmente aconteceu.
        Infelizmente não votarei, pois trabalho de manhã em um PA 4hrs e a votação vai ser de manhã no antigo DSM.

  27. TEM QUE SER NÃO………NÃO ………NÃO…….TEM QUE HAVER LUZ NO FINAL DO TUNEL……..VOTAR NO ESCURO……………….

    • coletivocopel disse:

      Caro, ninguém votará no escuro. Vá a assembleia e tenha todas as informações e tire todas as dúvidas que você tem. Nesse momento, os sindicalistas estão na estrada, realizando assembleias. Assim que possível, e que tivermos uma minuta, ela será publicada aqui. Manteremos a transparência que sempre tivemos e que tornou esse blog um espaço de debates e reivindicações dos copelianos.

  28. rsploc disse:

    Coletivo.
    Eu entendo que será explicado no dia da assembléia o máximo possível, mas também entendo que temos direito ao acesso ao documento completo do acordo que se está propondo votar. Nós temos condição de interpretar o acordo e aí , eventualmente, caso haja alguma dúvida podemos elucidá-la na assembléia. Por favor, disponibilizem o acordo completo imediatamente. Creio que deveria ser a primeira coisa a ser feita.

    • cronono disse:

      Concordo com o rsploc, não é assim tão simples chegar na assembléia e e ver meia boca o acordo e já ter que decidir pelo voto, o certo seria disponibilizar o documento aqui no coletivo para que possamos analisar com calma em casa, pensar bem, para depois sim decidir pelo sim ou pelo Não, porém qdo fazemos as coisas na pressa, fazemos merda, então para evitar merda, votamos NÃO!!

  29. loucocwb disse:

    Votar em uma folha em branco não dá.

  30. Caros irmãos de trabalho!
    Não farei apologia nem para o sim e nem para o não.
    Tenho comigo que, para uma Categoria ser forte devemos todos ser fortes. Digo isso porque li todas os Post’s e concluí que todos tem anseios e objetivos muito parecidos, porém cada um está “atirando” para um lado diferente. Precisamos redirecionar nossos objetivos. Precisamos primeiramente ser unidos, solidários, irmãos.
    Para se ter a “força” de que falo, devemos iniciar o debate da próxima negociação desde logo, pois esta já foi. Precisamos manter o debate sobre as conquistas que pretendemos para 2014. Devemos abraçar os desafios que nos são apresentados. Cumpri-los e cobrar as consequências disto, ou seja, premiar a todos pelas conquistas, pois as consequências na Copel são apenas para as coisas que não acontecem, são apenas pelo que não é cumprido, apenas pelas falhas.
    Está na hora das pessoas valorizarem os pontos positivos de todos, e não potencializar o negativo. Isto serve para todos nós, em relação a empresa e empresa em relação a nós.
    Nos momentos de negociação salarial atacamos a empresa pelo que ela não nos agrada e ela nos enxerga pelo que não fomos, como se tudo na Companhia fosse culpa dos colaboradores trabalhadores.
    Devemos exigir que a empresa nos reconheça pelos acertos e também devemos valorizá-la pelos acertos dela e talvez a partir daí nos aproximar mais, pois o que vejo é um grande abismo entre Diretoria e a galera da linha de frente, da galera do “chão de fábrica”.
    Diretoria, respeite-nos mais. Valorize mais nossas conquistas. Traduzam nossas vitórias em reconhecimento pecuniário, pois todos estamos aqui para dignificar nossas vidas e transformar ainda mais nossa sociedade.

    • adamovieira disse:

      Muito sensato Sandro, também deve ser dito que os sindicatos sem a presença maciça dos trabalhadores não tem poder de negociação para confrontar as posições da empresa nem obter as mudanças reivindicadas.

  31. Tudo muito obscuro e tão claro quantos as águas do rio tietê.
    Me desculpem,mas cadê as informações?

    • inri11 disse:

      como todos veem tiveram tempo em momento próprio para tentar colocar as suas sugestões e anseios para o act, o que foi discutido em várias reuniões está aí.
      se alguém deixou de ir e batalhar pelo seu quinhãozinho, agora é só para o próximo act.
      mas vamos lá e todos são responsáveis pelo que está aí, disse “todos” sem exceções.
      vamos todos unir forças e sermos mais fortes para o próximo act.
      Se alguém quer ter êxito na vitória, é preciso estar na batalha…vamos lá Copelianos,
      iniciamos já se quisermos o melhor….força e união, esse deveria ser o logo do coletivo!!!

  32. bau2005 disse:

    O engraçado é que quando tem reuniões e assembléias só aparecem meia dúzia de copelianos, pois o resto está na onda, só para lembrar aos companheiros aqui presentes, camarão que dorme a onda leva.
    Não me lembro de ter visto reunião do sindicato com todas as cadeiras cheias, só quando os caciques querem forçar algo sobre seus subordinados pois neste caso eles os levam pelas mãos.
    Quanto aos questionamentos do Plano de Cargos e Salários, que vergonha eim coletivo, queremos saber por aqui no blog, e não pessoalmente pelos sindicatos, pois estes não estão tendo respostas ´para este assunto, precisamos de uma divulgação para a massa, cobrem da diretoria e postem a respostas ou criem um novo post para o assunto. Merecemos respeito e sensatez da parte do coletivo e de nossos sindicatos quanto a assuntos cobrados por vários companheiros, que querendo ou não pagamos nossas mensalidades aos sindicatos e ainda as contribuições, logo temos o direito de cobrar aqui o que quer que seja.
    Pois são destas cobranças e respostas que a maioria fica sabendo do que está acontecendo. Então coletivo farei a ultima pergunta sobre o assunto: E o PCCS, os enquadramentos bloqueados em maio de 2013 quando irão cumprir. perguntem formalmente a diretoria e no tragam a resposta publiquem o que precisamos saber.
    Um abraço e fiquem com Deus.

  33. eusoujuliano disse:

    Prezados,
    Segue o que foi encaminhado aos administradores pelo SINAEP.
    PROPOSTA DA EMPRESA – COPEL
    1- CLÁUSULAS ECONÔMICAS
    Reajuste salarial
    Reajuste salarial de 7%, o que inclui o INPC pleno acumulado no período de 1° de outubro
    de 2012 a 30 de setembro de 2013 e ganho real. O reajuste será aplicado sobre o salário
    de setembro/2013 no qual já está inclusa a antecipação de ganho real de 1% aplicada em
    maio/2013.
    Abono
    Valor equivalente a 1 remuneração básica (salário nominal + ATS + ACDRT + horas
    suplementares + adicional de função de eletricista de linha viva e rede subterrânea +
    ACT_dupla função 2007), base setembro/2013, acrescido de parcela fixa de R$ 3.300,00.
    O abono integrará a base de cálculo do imposto de renda dos proventos recebidos no mês.
    O pagamento do abono ocorrerá mediante assinatura do ACT.
    Para acordos assinados:
    – até o dia 18 de outubro, o pagamento será efetuado em 25 de outubro;
    – entre os dias 21 e 25 de outubro, o pagamento ocorrerá em 4 de novembro;
    – a partir 26 de outubro, o pagamento obedecerá o cronograma da folha de pagamento.
    Auxílio-creche
    Reajuste de 7,58%, passando o benefício para R$ 355,00.
    Auxílio-alimentação
    Reajuste de 10,95%, passando o valor do crédito para R$ 760,00 nas 13 parcelas do ano.
    Reajuste de 10,95%, passando o valor do crédito para R$ 380,00 nas 13 parcelas do ano
    para empregados que trabalham em jornada de quatro horas diárias.
    Auxílio a PcDs dependentes de empregados
    Reajuste de 5,62%, corrigindo o benefício para R$ 470,00.
    Auxílio Educação
    Reajuste de 6,03% no teto do valor do auxílio educação, passando para R$ 615,00.
    Alteração do reembolso de 60% para 70% da mensalidade.
    2- CLÁUSULAS A SEREM INCLUÍDAS NO ACT
    Sistema de Registro do Ponto (REP)
    Mediante o presente acordo e com base na Portaria MTE nº 373 de 25.02.2011, fica
    acordado que a empresa continuará adotando o atual sistema eletrônico de controle de
    jornada de trabalho, desobrigando-a de implementar o Registrador Eletrônico de Ponto –
    REP, de que trata a Portaria MTE nº 1.510 de 21/08/2009.
    Cláusula de compromisso
    A COPEL e as entidades sindicais assumem o compromisso de discutir, até 29/11/2013,
    o ajuste da redação das cláusulas abaixo, para aditivo ao ACT 2013/2014 com vigência das
    cláusulas a partir de 01/01/2014:
    a) Sistema de compensação, mediante folga em outro dia, de horas extras ou de
    sobreaviso por iniciativa do empregado e da empresa;
    b) Assistência jurídica para empregados;
    c) Liberação de dirigentes sindicais para qualificação;
    Fundo Assistencial
    A Copel repassará aos sindicatos, em favor das categorias, conforme a respectiva
    representação e base territorial, o valor correspondente a um trinta avos (1/30) do salário
    nominal (código 1000) do mês de setembro de 2013, a título de Fundo Assistencial
    Sindical. Esta importância tem como finalidade beneficiar a categoria profissional
    representada neste instrumento pelos serviços assistenciais sindicais.
    3- CLÁUSULAS COM ALTERAÇÃO DE REDAÇÃO
    Compensação de Horas Extraordinárias e de Sobreaviso
    Alteração da redação da alínea “d” do Parágrafo Segundo da Cláusula Vigésima
    Quinta – Compensação de Horas Extraordinárias e de Sobreaviso, mediante acordo
    individual, conforme texto a seguir:
    d) A paridade para a reposição será de uma hora de trabalho por uma hora de ausência ou
    de três horas de sobreaviso por uma hora de ausência.
    Aceitação de atestado médico de familiares para fins de abono de falta ao trabalho,
    mediante reposição.
    As empresas concederão, para cada empregado, até 12 (doze) horas de ausência ao ano,
    sem reposição, para acompanhamento de familiar em primeiro grau registrado no
    cadastro de empregados da Copel, para assistência médica, mediante a apresentação
    de atestado médico, especificando o nome do atendido. Serão concedidas também faltas
    abonadas de até 28 (vinte e oito) horas ao ano para o mesmo motivo, mediante reposição
    em até 06 (seis) meses, desconsiderando-se o mês da ocorrência, conforme determina a
    norma interna específica de Frequência de Pessoal.
    4- MANUTENÇÃO DAS DEMAIS CLÁUSULAS DO ACT 2012/2013
    5- OUTRAS CLÁUSULAS ADMINISTRATIVAS DE INTERESSE DA COPEL E DOS
    SINDICATOS SERÃO DISCUTIDAS NAS REUNIÕES QUADRIMESTRAIS

  34. danoutudo disse:

    Na verdade a Empresa pagou aquele fundo assistencial aos sindicatos.
    O calaboca nos ACT’s tem sido pro Sindicato, na verdade ano passado nós paramos pra lutar pelo cala boca dos Sindicatos, que a Copel não quis pagar, lembram???

    Invés dos Sindicatos lutarem por, nós é que lutamos pelo sindicato…

    Pensem nisso….

    • Concordo, e meu voto é NÃO. Esse papinho de que ano passado a Copel “enganou” o sindicato (na hora de assinar) não cola! Se não viram e assinaram são incompetentes, e se viram (e assinaram mesmo assim) é uma fraude (pois não votamos nessas condições). Chegou a hora de lutarmos por nós mesmos.

  35. tonzinho41 disse:

    É…acho que a conquista do ano passado de 1,5 hora de compensação por 1 hora extra foi pro beleléu…

    • kobberal disse:

      Bem observado. Será que vão obrigar- nos ao banco de horas também?
      O que custa publicar o act? Por que deixar para julgamento imediato as propostas que podem ser mais facilmente digeridas com a leitura calma e sem todo o tumulto das votações?

      Cuidado com as “pegadinhas”, leiam antes de assinar.

    • eusoujuliano disse:

      Pelo que entendi, foi trocada pelas 12 horas para acompanhar familiares em atendimento médico/hospitalar

  36. resiti disse:

    Coletivo, que negócio é esse de voltar 01 hora extra realizada por 01 hora extra compensada? Isso não está errado legalmente?

    • tonzinho41 disse:

      Esta escrito “d) A paridade para a reposição será de uma hora de trabalho por uma hora de ausência”
      Está em votação.
      Não tem nada ilegal. Se o pessoal votar sim o acordo é fechado. Afinal foi aceito em assembleia.

      • cronono disse:

        Ta vendo gente, não votem sim, a copel quer nos sacanear, da uma graninha mas sacaneia em outras coisas.

      • Na assembleia realizada que participei, o representante do sindicato garantiu que isso se aplica para a ausência abonada, e não para a compensação.
        Ou seja, se você não tem horas e precisa sair, repõe de 1 para 1.
        Agora, se mandar para o banco de horas continuaria sendo de 1 para 1h30.

        Até o momento não tinha sido apresentado o texto da proposta.

        Sindicato, favor responder: se esse não é o entendimento correto, significa dizer que nos foi passada uma informação errada antes de votarmos?

  37. sickboy disse:

    Oxe… deu dó agora em quem votou em SIM

  38. obrigado pelo post,do texto do acordo, colega, já q meu sindicato não pode fazê-lo por mim.

    Minha conclusão é: NÃO

  39. Trocaram nossa compensação de 1 x 1,5 ? É verdade isto Coletivo? Se sim, porque isto não foi exposto ainda?

    • bucaneroxhpi disse:

      Não é isso, essa compensação é no caso de necessidade do trabalhador , e se êle não tiver horas para compensar, estas poderão ser repostas em até 6 meses, 1×1 h.

  40. “Meu caro, vá à assembleia e obtenha todas as respostas a todas as suas dúvidas. Nesse momento, os sindicalistas estão justamente percorrendo o estado para conversar com os trabalhadores, explicar a proposta negociada com a empresa, mostrar o que foi conquistado e o que ainda falta conquistar. Um abraço.”

    Participei de uma e assembleia eles não esclareceram nada das cláusulas administrativas.
    Tem muita coisa estranha neste ACT.
    Meu voto é NÃO.

    • E você questionou seu sindicato ou só ficou calado?
      Se tinha dúvidas, deveria tê-las esclarecido.

    • Willian,

      Seria oportuno saber quem foi e onde foi essa Assembléia. “O cara do sindicato” é muito vago. Entenda, somos todos humanos, e eventualmente podemos não ser tão claros em explicações e não atender plenamente as expectativas.
      No que diz respeito às cláusulas não citadas, nada mudou mesmo. O que mudou está sendo amplamente explicado nas Assembléias.
      Quanto ao que alguém postou sobre as cláusulas, retirado do Sindicato dos Administradores, está com a redação pela metade. Dá a entender que alguns direitos foram perdidos. E ISSO NÃO PROCEDE! Eu estive nas reuniões de negociação e posso afirmar que NADA foi perdido. Não houve retrocesso.
      Veja, não quero mudar sua opinião nem forçar nenhuma situação ou voto. Só espero que entenda que a oportunidade para esclarecimento é a participação em Assembléia. As dúvidas devem ser sanadas com o próprio Sindicato, antes ou durante a Assembléia.
      Digo isso porque tenho visto muita gente em burburinhos pelo corredor, baseando opiniões em boatos sem embasamento ou origem clara. E, pior! Tem gente que nem vem na Assembléia e depois vem cobrar explicações! Essa semana me deparei com 2 funcionárias que preferiram se ausentar da Assembléia e chegaram ao final cobrando firmemente o que havia sido explicado poucos minutos antes. Se elas tivessem permanecido na Assembléia, poderiam ter questionado na hora correta.
      O processo todo de negociação amadurece ano após ano. Novas ferramentas estão sendo incorporadas (esse blog é uma delas). E isso só deve fortalecer e aproximar os funcionários e os sindicatos. Mas é obvio que todo o processo deve ser pautado em confiança, honestidade e transparência. Tenha certeza de que, mesmo sem termos o tempo que gostaríamos para tratar de todos os assuntos (muitos são funcionários da Copel e ainda tem que “bater ponto”), tentamos fazer o melhor com o recurso que temos. Os comentários aqui postados são lidos pela empresa e pelos Sindicatos.
      Neste momento em especial, algumas questões levam mais tempo para serem respondidas porque os Dirigentes Sindicais estão percorrendo o Paraná e realizando Assembléias. Não dá pra abraçar tudo,né?
      De qualquer forma, fica o convite a todos para uma participação efetiva no processo de construção das demandas a serem levadas à empresa na próxima reunião quadrimestral. Este processo nunca encerra! Estamos encerrando uma etapa, mas em 4 meses teremos outra reunião com a empresa.

  41. Vale a pena ressaltar:

    “pacman171 disse:
    9 de outubro de 2013 às 16:57

    volto a insistir, façam as contas
    entrem no site da receita http://www.receita.fazenda.gov.br/aplicacoes/atrjo/simulador/simirpfmensal.htm e simulem o qto vai t sobrar com esse cala-boca somado ao seu salario mensal e taxado pelo IPRF…
    Façam as contas, issso é falcatrua!!!”

  42. gerenteAg disse:

    estou satisfeito com os meus 10 conto.

  43. vamosaluta123 disse:

    Eu entendi que somente quem não tem horas para compensar e precisar faltar e trabalhar depois para pagar essas horas, aí sim, essas horas trabalhadas serão 1(uma) por 1 (uma). Quem trabalhar e fazer hora extra, vai continuar 1(uma) por 1,5(uma hora e meia). Quem ainda não teve assembléia pode tirar essa dúvida…..e postar aqui…

    • eusoujuliano disse:

      Pelo que entendi, seria exatamente isso. Horas extras a pagar ($) são remuneradas com adicional de 50%. Para utilização de horas extras como compensação, a paridade é 1×1.

    • Exatamente isso.
      Quem não tem horas e precisa (por motivos particulares) faltar e compensar depois, vai fazer na proporção de 1 pra 1.
      Quem fizer horas extras e preferir “guardar” pra faltar depois, as utilizará na proporção 1,5 pra 1.
      Na prática, fica até melhor. Tem muito gerente que não está autorizando compensação por vontade do trabalhador por causa do tempo a menor trabalhado pra compensar.

      • tonzinho41 disse:

        Não vejo assim. Pra mim está claro que trata de horas extraordinárias e horas de compensação. Reli o texto encaminhado pelo sindicato dos administradores (pq o meu sindicato não encaminhou) e não consigo chegar a mesma conclusão que vc.
        Mas tudo bem. Vou odiar falar “eu avisei” e escutar do sindicato “fomos surpreendidos no dia da assinatura”.

      • tonzinho41

        Eu estava na reunião.
        Posso afirmar categoricamente que o Sindicato dos Administradores não foi “feliz” na escolha da redação do comunicado à base.
        Foi acordado exatamente o que redigi acima, sem pegadinhas ou sacanagens.
        É essa a mensagem que está sendo passada nas Assembléias.

  44. vamosaluta123 disse:

    Sei que um ganho real maior é para vida toda, e temos sim que lutar sempre, Mas, coloquem a mão na consciência, se der “não” o que pode melhorar é só o abono, não adianta que não teremos ganho real maior, é burrice quem pensa isso e ainda quer fazer greve (os copelianos não são unidos, greve não sai, tenho certeza, principalmente depois do que aconteceu o ano passado), então aqueles que não tem conta para pagar, usem o abono e invistam, coloquem na fundação para aumentar a sua aposentadoria, com certeza vai lucrar mais….

    • cronono disse:

      Colocar na fundação?? Só pode ser piada, faz uma simulação lá colocando mais grana pra vc ver como nunca vai recuperar esse dinheiro. Fazer aporte além dos 4% é jogar dinheiro fora. Põe na poupança que quando precisar estará lá, e não vao te morder imposto de renda pra sacar.

  45. danoutudo disse:

    Não entendo a dificuldade do coletivo de publicar o acordo para ser lido, relido, para que no dia da assembléia possamos tirar as dúvidas.
    Com certeza há algo de podre no ar, isto todo mundo vê, mas poucos não se vendem.
    Antes da proposta, o coletivo postava coisas todos os dias, tanto aqui como facebook.
    Tal comportamento só compromete a pouca credibilidade que lhe resta, isto é, se resta alguma.
    Agora só postam respostas atacando os comentários dos colegas colaboradores.
    Atitude ridícula destes camaradas do coletivo, uma vez que sua função é nos representar.
    Duvido alguém do coletivo falar tanta asneira e usar o mesmo tom que uasa aqui, diante de uma assembléia.
    Por favor pensem, reflitam e votem. Mas não se vendam, estamos vendo como é feio ser vendido.

  46. copeldis disse:

    Por diversas vezes observei nesse post o coletivo informar para irmos as assembléias. Assim o fiz e sabe o que escutei ao questionar o sindicalista no polo Santa Quitéria. -“ pra que vc quer saber disso, permanece todas as clausulas do acordo 2012/2013. “. -“E mais, informaram que esse acordo é excelente e que deveria pagar o valor para o sindicato 1/30 avos da linha mil“.Todavia, questiono assim como muitos aqui, cade o ACT 2013/2014 para analisarmos.

    No modo geral o acordo é ruim, pensem no abuso da empresa nos últimos meses, assim como no cenário nacional, quanto subiu a cesta básica, ao almoçar fora qto custa, remédios, roupa, material escolar, escola,etc… 1,23% de real é pouco? pode melhorar!!!

  47. adamovieira disse:

    Muita gente reclamando de o acordo não ter sido publicado na integra mas é muito simples, basta pegar a pauta de reinvindicações, ver o que a Copel informou via Notes e pronto. A resposta para os demais itens é NÃO e tudo continua como era.

  48. e mais uma vez pergunto: O que foi visto sobre o PCCS, será que dói para responder?

  49. Pessoal que ainda vai votar na quarta, quinta e sexta…. vejam os últimos relatos. Leiam, reflitam e chegarão à conclusão que se for usar a emoção votará SIM. Caso usem a razão, votarão NÃO. Portanto usem a razão e votem NÃO.

    • vamosaluta123 disse:

      Tudo bem votar SIM, mas e daí, o que acontece depois, “GREVE”, me permita kkkkkkkkkkkk, responda com sinceridade, você acredita que os copelianos irão fazer greve….quem vai participara dessa greve???? os mesmos do ano passado???? Desculpe, mas não acredito…

  50. adamovieira disse:

    Quanto ao futuro da Copel quem já esta aqui a bastante tempo sabe que muito tem se falado na famigerada renovação da concessão em 2015, pelo menos dez anos se passaram e muito pouco foi feito para que isso ocorra e não será em menos de dois anos que isso acontecerá. Essa nova manobra que mexeu novamente na estrutura organizacional da empresa nada mais é que uma preparação para salvar oque for possível quando for perdida a concessão da distribuição. O fato é que não há interesse mesmo em manter a concessão da distribuição já que é a subsidiária com maior custo operacional e que menos lucro liquido gera para os acionistas e para o governo. Com a nova estrutura, ocorrendo a perda da concessão salva-se as áreas de maior interesse e com maior potencial de retorno que são geração, transmissão e telecomunicações, além das participações que englobam interesses diversos em outros negócios. Quem viu na intranet nos últimos dias a notícia de que já começaram a fazer as movimentações de pessoal para compor os quadros das novas estruturas se pensar um pouco poderá perceber que se trata de uma preparação prévia para a nova Copel sem a distribuição. Ainda há a possibilidade de que o leilão para a renovação da concessão da distribuição no Paraná seja antecipado para 2014 como é o desejo da ANEEL o que tornaria ainda mais improvável que a Copel Distribuição consiga atender as exigências a tempo de disputar com as outras interessadas. Enfim quem ainda não tem um plano alternativo para um futuro sem o emprego na Copel Distribuição é bom começar a pensar em um pois a possibilidade de ela não mais existir em um futuro próximo é bem real.

  51. vamosaluta123 disse:

    Temos que lutar e cobrar o sindicato para que exija da copel no acordo do ano que vem, a participação de pelo menos um funcionário representando cada subsidiária (que poderia ser escolhido por votação via oráculo – todos que tivessem interesse poderia se candidatar) e o sindicato exigisse, nem que fosse via judicial a presença desses representantes dos funcionários. A transparência seria maior.

  52. Se eu votar NÃo, o que acontece? Se algum outro Sindicato fora do Coletivo Sindical assinar SIM, teremos garantidos as cláusulas econômicas aceitas pela Copel. Caso todos votem NÃO, volta-se à estaca ZERO.
    Na primeira hipótese, reunem-se novamente Copel com o Coletivo Sindical para discutir novamente a proposta. A proposta poderá ser mantida ou eventualmente melhorada. Vai para votação novamente.

  53. cronono disse:

    Isso mesmo, vamos votar não que vem nova proposta e melhor, aí sim votamos sim. Nada de se precipitar. Ano que vem tem eleições, tem gordura pra queimar ainda neste acordo, não aceitem esmolas, não esquema no boicote que foi nossa pl.

  54. eusoujuliano disse:

    No sindicato que representa a categoria profissional da qual faço parte, já houve a votação da proposta. Não recebemos uma minuta do acordo, mas ao menos um resumo das cláusulas, tanto econômicas quanto administrativas, que seriam alteradas pelo acordo.
    Para os que ainda não votaram e entendem que não há segurança para votar, o que eu sugiro é que deixem bem claro, para a COPEL e para os sindicatos que não será aprovado um Acordo Coletivo sem que haja uma minuta protocolada com todas as cláusulas. O ACT é um aditivo ao contrato de trabalho de cada copeliano. Quem aqui assina contrato sem ler antes?
    De “cheque em branco”, já basta os votos que somos obrigados a dar (ou nos justificar por não dar) a cada dois anos.
    Não pretendo, de forma alguma, desmerecer ou denegrir o trabalho de negociação do ACT feito pelo Coletivo ou por qualquer outro sindicato. E, de fato, é nas reuniões e assembléias pré-acordo que devemos discutir a pauta.
    Mas a decisão, embora tenha efeito coletivo, é individual, de cada copeliano, e deve ser tomada com base em todas as informações disponíveis.
    Também não estou manifestando que eu veja má fé por parte da empresa. Mas uma minuta protocolada do Acordo, apresentada a todos os copelianos com, ao menos, um ou dois dias ants da primeira votação, é uma garantia de lisura e transparência de ambas as partes.

  55. popular1real disse:

    QUE BELEZA…EM LONDRINA A VOTAÇÃO EM MASSA DEU SIM..CERTEZA QUE O SIM JÁ GANHOU…É ISSO AI…CHEGA DE SONHOS UTOPICOS E BLA BLA BLAS DESNECESSARIOS..TODAS AS CONQUISTAS FORAM MANTIDAS E MUITO BOM O AUMENTO REAL DESSE ANO…Parabéns ao Sindicato…e que a COPEL soube negociar dessa vez…QUANTO AO BANDO DE SONHADORES DO NÃO….POR FAVOR, DESFRUTEM DAS CONQUISTAS E NAO SEJAM ETERNAMENTE INSATISFEITOS!!!

      • Concordo…. a maioria está focada nas cláusulas econômicos. Parecem que encontraram um “mico”, jargão utilizado em ações quando alguém começa a comprar uma determinada ação de uma empresa pouco conhecida e vários outros começam a comprar. também. Os espertos que compraram primeiro começam a vender com lucro,assim que a ação começa a valorizar. Os que compraram por último começam a ver a ação despencando de valor e terão que vender no prejuízo ou esperar ela valorizar novamente.
        Fazendo uma analogia, está se vendendo uma proposta (MICO) somente com as cláusulas financeiras e sem as cláusulas administrativas. Muita gente está indo na onda e comprando a ideia (Votando SIM).
        Prefiro comprar uma Blue Chip (http://www.mundotrade.com.br/acoes-blue-chips), fazendo uma analogia, comprar uma proposta com as propostas administrativas e econômicas bem claras.

  56. Muitos estão apreensivos com relação à renovação da concessão da Copel DIS:
    http://economia.terra.com.br/copel-quer-melhorar-gestao-com-reestruturacao-e-mira-sao-manoel,3e1d9348118b1410VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html

    A ANEEL ainda não se pronunciou sobre a questão.
    Mas basicamente serão 3 as premissas para a renovação nesta ordem:
    1) Preço da fatura de energia elétrica: Copel entre as menores tarifas;
    2) Índices de continuidade com qualidade x satisfação dos clientes; Isso se reflete nos índices DEC / FEC abaixo dos 2 dígitos x premiações dos prêmios ABRADEE.
    3) Colocar em prática a recuperação financeira da Copel DIS através do plano apresentado à ANEEL (Notícia de 15/08/13):
    http://bandnewsfmcuritiba.com/2013/08/15/copel-tem-ate-30-de-agosto-para-apresentar-plano-de-recuperacao-de-dividas-a-aneel/
    Os resultados estão aparecendo (14/08/13):
    http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=76099&tit=Lucro-da-Copel-cresce-29-e-chega-a-R-650-milhoes

    Hoje a Copel DIS tem feito o dever de casa.

  57. William Wallace: Aye, fight and you may die. Run, and you’ll live… at least a while. And dying in your beds, many years from now, would you be willin’ to trade ALL the days, from this day to that, for one chance, just one chance, to come back here and tell our enemies that they may take our lives, but they’ll never take… OUR FREEDOM!
    Temos que fazer jus ao nome COPELIANOS. Temos que nos unir mais do que nunca.

  58. bau2005 disse:

    Tem saído enquadramentos para alguns aí, e os outros que estão na fila? Pesquisem no gti, níveis superiores sendo enquadrados. Só eu já vi 5 en que tiveram seus enquadramentos.

    • poisze56 disse:

      Pelo que falaram. Na criação da subsidiárias no passado, houve algo parecido. Foi gente amiga sendo promovida, escolhas de nomes, os desafetos sendo chutados, muitos obrigados a ficarem sem poder escolher. Depois, parece que não conseguiram a promoção. Creio que desta vez haverá gente olhando estes disparates. Evitar que muitos vão querer ir para onde há melhorees promoções ou qualidade, futuro. (não privatização?)O sindicato tem que acompanhar isto de perto.
      É uma Corporação e penso que se cada diretoria seguir a sua regra, nesta caso, haverá muito descontentamento, processos futuros e assim assado.

  59. plantao10 disse:

    E uma pena, o SIM vai ganhar, como diz o Requião os COPELIANOS SÃO TODOS FLOXOS, tenho que dar razão para ele, apesar de termos percentual de uns 30% dos copelianos terem sangue nas veias e os outros 70% tem sangue de barata.

  60. plantao10 disse:

    E o pior os que mais reclamam são os que votam sim, vejo um monte de leiturista, atendente 4 hs, atendentes 8 hs, reclamando que ganham pouco que não tem promoção, mas não podem ver uma merreca da cala boca que votam sim, NÃO SÃO TODOS QUE VOTARAM SIM, mas a maioria votaram os que tem sangue de barata.

    • juu86 disse:

      Eu tenho o cargo mais pifio da empresa (4 hrs) e votei não… vai se cata, ou vc le mentes???????????????????????????? saco cheio não da direção da empresa… mas na porcaria de funcionarios q soh atacam seus companheiros!

  61. gerenteAg disse:

    SEÇÃO III – DAS CLÁUSULAS ADMINISTRATIVAS
    29 – GARANTIA DE EMPREGO
    A Copel garantirá o emprego de seus funcionários, ficando impedida de realizar dispensas sem
    justa causa ou arbitrárias, respeitando, desta forma, o artigo 37 da Constituição Federal.
    reposta da empresa…
    Copel não atenderá reivindicação. Argumentou que cláusula específica constante no ACT garante
    um tratamento adequado para demissões com justa causa, e disse não ser prática da companhia
    a dispensa imotivada.
    ………sabem o que significa isso!!!!!!!!!!!!!vcs sabem vcs são espertos…então……

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s