INPC fecha outubro em 5,69%; aumento real de salários fica em 1,24%

O INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) fechou outubro com alta de 5,69%, informa o Dieese. Ficou, portanto, abaixo do esperado.

Dessa forma, o aumento real de salários da proposta obtida pelos sindicatos junto à Copel será maior – exato 1,24%. A proposta prevê reajuste salarial de 7%.

O INPC, medido pelo IBGE, é o balizador das negociações salariais dos trabalhadores.

Esse post foi publicado em ACT 2013/14, Notícias do Coletivo. Bookmark o link permanente.

29 respostas para INPC fecha outubro em 5,69%; aumento real de salários fica em 1,24%

  1. coletivocopel disse:

    Explica o Dieese: se diminuirmos 7% de 5,69%, teremos uma diferença de 1,31 ponto percentual. Mas não de 1,31%. Para se chegar à diferença percentual, o correto é fazer a divisão 1,07 / 1,0569 = 1,239474 (arredondado para 1,24%). Para saber mais, http://www.porcentagem.org/.

    • resiti disse:

      coletivo, tem alguma posição com relação a clausula administrativa referente ao horário flexível passar para entrada das 07h00 às 10h00 e saída das 16h00 às 19h00?

  2. resiti disse:

    coletivo, tem alguma posição com relação a clausula administrativa referente ao horário flexível passar para entrada das 07h00 às 10h00 e saída das 16h00 às 19h00?

  3. coletivocopel disse:

    Caro, esta cláusula foi discutida com a empresa, assim como todas as demais cláusulas da pauta.
    Apesar dos argumentos de que a flexibilização podem proporcionar menos tempo no trânsito, mais qualidade de vida aos copelianos, a Copel não entendeu como oportuno atender.
    Como em todo processo de negociação, alguns pedidos são atendidos, outros não. Mas não desistimos. Esta e outras cláusulas que foram negadas pela empresa continuarão sendo discutidas sempre que possível

  4. SENGE

    Façamos uma reflexão.
    A proposta é populista, nós sabemos e vocês também.

    A conta da Copel, pelo visto com apoio do coletivo é simples: dividir 2 remunerações. E por que ao invés de 100% variável com o salário se podemos se utilizar da antiga estratégia pão e circo (ou como disse o amigo Sidney Lopes – admirável gado novo) e distribuir 50% varíavel e 50% fixo e agradar a maioria, já que o peso do voto para aprovação do acordo não varia com o salário?

    Mas vamos lembrar: abono não é PL, abono é reposição de perdas, correto? E as perdas, não são de acordo com o salário?

    Vamos lá recordar (e sabe-se que não é necessária boa memória para fatos recentes):
    – Os engenheiros tiveram grandes perdas salariais nos últimos meses? Com a periculosidade, adicionais, está tudo ok?
    – O SENGE tem pedido informações para os engenheiros em relação ao que vem acontecendo? Quais as respostas que o SENGE vem obtendo? Há fatos que limitam desempenhos das funções dos engenheiros?
    – Houve algum fato diferente como uma demissão sem justa causa em outra categoria que está no coletivo nos últimos meses, ou ocorreu somente com os engenheiros? Será que para Copel ficou bom para usar de exemplo para outros profissionais?
    – Até quando o SENGE ficará fingindo estar dormindo? Até não haver mais engenheiros na empresa?
    – É necessário a Copel ter engenheiros em seu quadro ou mantê-los?

    Em resumo:
    – Perda de adicionais, funções gratificadas;
    – Divisão populista da PL;
    – Divisão populista de reposição de perdas salarias;
    – Impossibilidade de executar a função, mantendo as responsabilidades.

    Para que então se investir uma vida em uma carreira de nível superior?

    SENGE, está na hora de negociar com a Copel assuntos específicos, não está? Que tal sair do coletivo antes da votação do acordo?

  5. cronono disse:

    Repito as palavras do nobre amigo Eduardo não só para o Senge, mas para todas as classes de nível superior que estão sendo prejudicadas e inclusive para o SINTEC, pois os técnicos também estão sendo prejudicados. Na verdade quem se deu bem foi o pessoal das 4h diárias, pois como trabalham meio período o salário é baixo e o adicional de 3300 é um luxo para estes, porém para quem tem uma atividade diferente trabalhando em tempo integral muitas vezes está sendo prejudicado, ainda mais que vão descontar imposto de renda que vai comer a metade.

  6. plantao10 disse:

    Concordo com você Eduardo Assado, cada sindicato deveria discutir separadamente seu interesses, vocês engenheiros estão prejudicados, nós eletricistas que trabalhamos embaixo de chuva nas madrugadas estamos prejudicados, o melhor e cada sindicato defender seu interesse individual, cada categoria fazer sua greve individual e assim por diante. rssrsrs

  7. plantao10 disse:

    Quero ver o pessoal de 4 hs darem risada igual estão agora quando descobrirem que iram receber a metade dos 3.300,00 como são ingênuos achando que irão receber integral o abono.

    • cronono disse:

      O problema é que a copel foi malandra, tem bastante funcionário nessas 4h, devem passar chegar a uns 500, e aí são 500 votos sim. Se o resto se unir ainda temo chance, porém sempre tá cheio de desesperado pra por a mão na grana que to até com medo disso.
      Não que eu não precise do dinheiro, preciso muito como a maioria, to precisando mesmo, mas faço o maior esforço para segurar as pontas e esperar um acordo mais digno.

    • atendente4h disse:

      Na verdade vou receber 3.739,95, o equivalente a quase 7 salários líquido meu

      • cronono disse:

        Pessoal das 4 horas, votem Não, se agora ta bom, pensa como pode melhorar ainda mais… Tem que ser bom pra todos, vocês tem que votar pensando na maioria, no bem de todos os funcionários, até porque se vocês mudaram para 8h a coisa já vai ficar diferente.

  8. Charles Sow disse:

    COLETIVO, E QUANTO AS PROMOÇÕES QUE ESTÃO PARADAS, OS GERENTES JÁ APROVARAM E ESTÃO PARADAS, OUTROS FORAM DESPROMOVIDOS!! NÃO FOI DISCUTIDO ESSE ASSUNTO? NÃO SOU O PRIMEIRO A PERGUNTAR, E VOCES SE CALAM, NÃO RESPONDEM.
    POR FAVOR NOS DEEM UMA POSIÇÃO, CADE O PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS DA COPEL??

    • poisze56 disse:

      Colega.
      Copiado do post anterior:

      e Acrescento que somente será sério quanto mais automático forem as promoções.

      Colega,
      Desculpe-me decepcioná-la.
      Mas promoções na Copel, há decadas que sei, é uma hipocrisia.
      Poucos casos são justos. o amigo primeiro, “a ordem veio de cima”, o cara é filho de fulano, esposa, parente de um político. alguém não gosta de voce. e por aí vai. Currículo é só pra ficar registrada para uma carta comentário.(sabe o que é isso não?).
      Deixe o trabalho, puxe o saco e terá mais oportunidade.
      Depos querem um PMSO, mas ninguém tira uma promoção dada a um não merecedor(que carrega o custo do P que voce em que diminuir.. e nem gerência dos casos acima,
      Esqueça. PCCS não é levado como deveria.
      Há casos e casos, de pessoas que deixaram a empresa devido a sem-vergonhice tamanha.
      Sei que a decepciono.
      Mas a empresa é assim. O discurso é um mas o resultado é outro. E os bobos da corte se candidatam esperançoso, com suas famílias na expectativa de melhoria, pois sabem da responsabilidade e pensam que a copel é também responsável com relação a promoções. Pergunte, peça revisão das ultimas promoções nos ultimos 10 anos e verá saberá de fatos. Quantas descalabros ouvirá. As desculpas são inúmeras dos gerentes, que se esforçam em fazer voce acreditar que é seŕio e que depende de voce, que voce tem que melhorar e assim go on.
      Então. Lute por aumento reais previsto em lei que independe ao máximo de gerentes, voce garante uma pequena melhoria para sua família.
      Assim é.

      • personavenia disse:

        E ponho que a prova disso é só ver o “nível” dos nossos consultores, que inclusive depende até dos JRs para entender o novo.
        Precisam contratar consultorias externas, fugindo assim da responsabilidade ou de ter que de fao comprometer o seu “conhecimento. Há anos que o Plano inexiste. É uma ferramena usada pela política.
        No final ganha o concurso da promoção o consultor que tem o grupo mais forte e não o merecedor.
        Consultores da Copel deveriam,m ser referencia no mercado.
        Tem cada consultor que é de chorar quando abre a boca.
        Acabem com o PCS é menos injusto.

    • quepateta disse:

      PCS ?
      hi P o C ri S ia
      O Poder corrompe.

  9. cronono disse:

    Não respeitam o plano que eles mesmo criaram, isso não podem dar desculpa que é culpa do Requião porque não é. E outra, mesmo respeitando este plano o mesmo é furado. Você sobe até um determinado ponto, depois tem que morrer alguém pra liberar a vaga, e hoje nem morrendo, porque com essa politica de cortes, o kra se aposenta com cargo bom e leva a vaga. O objetivo da empresa é ter um monte de gente ganhando pouco, por isso tá chutando os que ganham mais, e agora esse novo PDV aí, que ta pagando menos que o antigo que era para ser permante. Vamos propor abono de 10 mil dilmas lineares para todo mundo? Nada de 1 remuneração mais 3300. Assim não vão querer, pois os superNãoIntendenada ganhar muito mais que isso, os Diretores tb e etc.

  10. pacman171 disse:

    volto a insistir, façam as contas
    entrem no site da receita http://www.receita.fazenda.gov.br/aplicacoes/atrjo/simulador/simirpfmensal.htm e simulem o qto vai t sobrar com esse cala-boca somado ao seu salario mensal e taxado pelo IPRF…
    Façam as contas, issso é falcatrua!!!

  11. grandenm1 disse:

    Sinceramente, esse ano o abono foi a mais perfeita definição de “calaboca”.

    Enquanto os funcionários 8h e os 4h se digladiam no outro post, a Copel e o Beto Richa riem da cara de todos.
    Não vou dizer que não vou gostar de receber esse dinheiro (e engordar a Receita Federal ainda mais), mas para mim as negociações do acordo coletivo desse ano deveriam focar muito mais nas garantias de estabilidade e condições de trabalho do que em dinheiro. A Copel não é a única empresa do mundo, mas muitos, principalmente os de meia idade, se saírem ou forem mandados embora, dormirão até o meio-dia no dia seguinte porque não terão perspectiva de emprego. As condições de trabalho pioraram muito com os cortes em todos os setores e não ganhamos praticamente nada em relação a isso no ACT. Outro ponto: deveria ter tido alguma definição sobre os 4h passarem para 8h, algum plano, já que precisaremos deles por mais tempo depois da demissão dos 1.000.

    Parece que fomos comprados. Pensem o que quiser disso, mas fomos. O governo estadual não quer manchar a sua imagem em ano pré-eleitoral, por isso, nos compram, nos achincalham e depois nos jogam fora, com demissões com causas escusas e sem garantia de estabilidade em caso de perda de concessão.

    Eu sempre fui adepto da igualdade material: “igualdade entre os iguais e desigualdade entre os desiguais, na medida de sua desigualdades”. Nada contra nenhuma classe na Copel, mas não podemos nos nivelar por baixo. Eu vejo que essa negociação conjunta dos sindicatos é um tiro pela culatra. O que era para fortalecer todos, enfraquece. Acho que as reivindicações ficam muito rasas tentando agradar a todos. Creio que isso não une, mas separa. Vejam: a base (pessoal das 4h e leituristas) saiu feliz que nem lambari em sanga, mas querendo ser 8h; os intermediários 8h (técnicos administrativos e eletricistas), ficam com ciúmes dos 4h e do topo; o topo saiu chorando as pitangas, porque foi igualado aos demais e isso parece ser ruim para eles.
    Não achem que somos todos iguais, pois não somos, cada um com suas responsabilidades inerentes.

    Como outros já citaram, fomos tratados como bobos da corte, como o povo na Roma antiga. Mas se a maioria parece ter saído feliz, vamos sorrir, mesmo com medo do amanhã.

  12. vamosaluta123 disse:

    Discussão a parte, já começaram a votação??? O que estão esperando para passar o calendário das votações??? O que foi feito já está sacramentado. Se querem melhorias, procurem outra empresa, pois a Copel está trilhando outro caminho, e não adianta ficarem lamentando, nunca seremos unidos para um bem comum que deixem todos contentes, isso é ultopia…que venha a votação e que Deus nos proteja do futuro na Copel…
    Por favor, parem de brigar entre si, isso só fortalece a Copel que sabe usar isso muito bem, é só avaliar o acordo…

    • personavenia disse:

      A votação é simples: quempretende sair da empresa vota no presente: SIM
      É aquekle que não quer futuro, que tá bom a compra do fia
      Quem quer ver futuro vota Não.
      Luta por mais aumeto real, quer melhorar para a família. quer melhorar a empresa

  13. pevermelhoo disse:

    Acredito eu que este ano é o melhor para conquistarmos vitórias no ACT devido 2014 ser ano eleitoral… Temos a faca e o queijo na mão, uma vez que o Betinho não vai querer a greve dos copelianos… Vai ser igual ao PLR, e ele vai acabar intervindo quando o barulho chegar aos ouvidos dele…
    Ah, e se preparem pro PLR do ano que vem, pois também vai ser usado para manipular os empregados e tirar-nos dos “problemas” que poderíamos causar…

    Tanto falam em “a Copel vai ser vendida… isso… aquilo”… só não percebemos que quem esta vendendo a empresa são os próprios funcionários que aceitam as condições que nos são impostas guela abaixo… cada um aqui tem parte em termos os “chefes” que assumem nosso comando…

    Não dá pra receber o abono e DEPOIIIIIISSS querer reclamar do governo/diretores/gerentes… mesmo sabendo que o SIM vai ganhar (pela rádio peão)… acho que estamos vendendo não só os nossos direitos, mas a nossa dignidade e nossa ética.

    Abraço

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s