Nada de “cenário desfavorável”: Copel diz ao mercado que vai muito bem, obrigado

Captura de Tela 2013-09-18 às 10.46.03“Cenário desfavorável” e “futuro incerto” foram algumas das expressões usadas pelos representantes da Copel nas negociações do ACT 2012/13 para justificar que seria impossível conceder um aumento real de salários aos funcionários.

Como sabemos, nem “cenário desfavorável” nem futuro incerto se realizaram. Ao contrário. “Nos primeiros seis meses do ano, o lucro da Copel foi 28,8% maior do que no mesmo período de 2012. Naquele ano, o lucro da companhia foi de R$ 504,7 milhões. Em 2013, o lucro líquido do primeiro semestre foi de R$ 650,3 milhões”, informou em 15 de agosto último o jornal “Gazeta do Povo”.

“As explicações para os números seriam o crescimento nas receitas de fornecimento e suprimento de energia, e ao menor custo com encargos de uso da rede e com pessoal, conforme disse o presidente da Copel, Lindolfo Zimmer, na nota divulgada pelo governo”, prosseguiu matéria do diário.

Para o Dieese, “apesar das medidas implementadas pelo governo federal para antecipar a renovação das concessões e reduzir os custos da energia elétrica no país, a Copel apresentou resultados expressivos no primeiro semestre de 2013. O lucro líquido atingiu R$ 650 milhões, crescimento de quase 30%, e receita operacional líquida chegou a R$ 4,482 bilhões, aumento de 10,61%, demonstrando que a empresa foi pouco afetada pelas medidas – mais que isso, foi até mesmo beneficiada pelas novas regras do setor elétrico.”

Este ano, ao que tudo indica, o cenário irá se repetir. “Neste momento, o nosso maior compromisso é com a manutenção do emprego”, afirmou, em resposta a dúvida de copeliano sobre promoções, o diretor de Distribuição, Vlademir Daleffe.

Só que não é bem assim. A situação financeira da Copel, como já mostrou o Dieese, permite que se atendam as reivindicações dos trabalhadores. E, se a palavra do Dieese não é suficiente para você, então vamos ver o que diz a Copel.

“Em 28 de agosto de 2013 a Fitch Ratings afirmou o Rating Nacional de Longo Prazo ‘AA+(bra)’ da Copel. A Perspectiva do rating é estável. Segundo press release da Agência, a afirmação do rating reflete principalmente a continuidade da adequada performance operacional do grupo, o sólido perfil financeiro, suportado por uma robusta geração operacional de caixa e relevante liquidez; e a qualidade de crédito da Copel, que atua como empresa integrada de energia, com importantes ativos de geração, transmissão e distribuição”, lê-se em material distribuído a investidores e assinado pelo diretor de Finanças, Relações com Investidores e de Controle de Participações, Luiz Eduardo Sebastiani.

Em outro comunicado, datado de 25 de março passado, o diretor presidente da Copel Distribuição, Pedro Augusto do Nascimento Neto, afirma que “o Relatório da Administração da Copel Distribuição referente a 2012 mostra um ano positivo, com marcos significativos para a história desta subsidiária”.

Adiante, ele diz: “os detalhes destes e de outros projetos e conquistas da Copel Distribuição são (…) resultado da dedicação e competência de milhares de copelianos no exercício de suas atividades, sob o comando responsável de nossa Diretoria Executiva e Conselho Fiscal”. Não parece, exatamente, a descrição de um cenário desfavorável, não é mesmo?

Na página de Relações com Investidores da Copel na internet, você mesmo pode ler documentos como esses, que sempre mostram uma empresa saudável e com os cofres cheios. Basta acessar www.copel.com/ri.

Como sabemos que esses dados são verdadeiros (se não fossem, a Copel cometeria crime), ficamos com a impressão de que falso é o discurso do “cenário desfavorável”. Então, caro colega, não nos deixemos enganar. Vamos conhecer mais da saúde financeira da empresa em que trabalhamos para podermos cobrar o nosso quinhão dos atuais diretores.

Esse post foi publicado em ACT 2013/14, Notícias do Coletivo. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Nada de “cenário desfavorável”: Copel diz ao mercado que vai muito bem, obrigado

  1. Pingback: ACT 2013/14: Dieese mostra que Copel tem condições de melhorar proposta pífia |

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s