Porque é preciso saber dizer NÃO: este mês, tem aumento real (a “oferta final” da Copel era 0%)

Os salários de maio de todos os copelianos terão aumento real de 1%, conforme conquistado após a primeira paralisação dos trabalhadores desde 1989. O reajuste está confirmado na prévia da folha de pagamento.

Trata-se de uma conquista importante. Porque, vamos nos lembrar, a Copel chegou à mesa de negociações oferecendo zero de aumento real, e dizendo tratar-se de proposta final. Depois disso, a empresa pressionou os sindicatos a realizarem assembleias separadas (contrariando decisão prévia das entidades) para votarem sua “oferta”.

Alguns sindicatos de categorias diferenciadas acabaram por aceitar. Tal qual ocorre agora, com o “acordo” oferecido pela empresa para a PLR (que foi, não custa lembrar, considerado irregular pelo Ministério Público do Trabalho).

Da mesma forma que agora, na época do ACT 2012/13, alguns colegas (a imensa minoria, tanto no fim de 2012 como agora) pressionaram para que o acordo sem aumento real fosse aprovado. Abaixo-assinados correram pelas instalações da empresa, de forma a pressionar os sindicatos a aceitarem o acordo.

A união entre trabalhadores e sindicatos, felizmente, falou mais alto. Cruzamos os braços, forçamos a reabertura das negociações, e temos 1% de aumento real a partir desse mês. É o ideal? Certamente, não. Gostaríamos de ter conquistado muito mais. Mas mostramos que, unidos, somos capazes de forçar a empresa a rever suas “propostas finais”.

Agora, imagine se a maioria tivesse optado por aceitar a “proposta final” sem aumento real. Estaríamos, nesse momento, “chupando o dedo”. A mesma coisa vale para a PLR. Nada de precipitação – com apoio da lei e do MPT, vamos buscar uma PLR mais justa e negociada, ou seja, em que valham também os interesses dos trabalhadores, não só dos diretores e dos acionistas.

Lembre-se, colega copeliano: conquista alguma vem fácil. Pelo contrário – fácil é perder aquilo que um dia conquistamos, se não nos mobilizarmos e não soubermos dizer NÃO quando é preciso. Unidos, somos mais fortes, e somos ouvidos.

Anúncios
Esse post foi publicado em ACT 2012/13, Notícias do Coletivo, PLR. Bookmark o link permanente.

63 respostas para Porque é preciso saber dizer NÃO: este mês, tem aumento real (a “oferta final” da Copel era 0%)

  1. kotzenn disse:

    Caros amigos dos Sindicatos. Quando teremos uma resposta da Copel à decisão do MPT? Pelo que vimos por comunicação da empresa, alguns sindicatos já assinaram o acordo proposto pela empresa. Caso os Sindicatos consigam um aumento nesta PLR, estes sindicatos que já assinaram o acordo também terão direito ao aumento, mesmo depois de já terem recebido a PLR deste ano? Obrigado.

    • coletivocopel disse:

      Boa tarde. Ao MPT, a Copel não disse nada de novo – a empresa acha que não precisa negociar a PLR com os trabalhadores. Como já informamos, o MPT adiantou que nos próximos dias tomará providências para garantir os direitos dos trabalhadores da Copel. Aguardamos, portanto, tanto quanto todos os colegas. Não sabemos dizer se um possível aumento na PLR valerá para todos. Mas, lembre-se do ACT 2012/13: os representados pelos sindicatos que assinaram a “proposta final” sem aumento real também terão 1% de reajuste a partir de maio. Uma coisa é certa – não estamos (nem nunca estivemos) parados. Aguarde novidades para breve. Um abraço.

      • araponga31 disse:

        Coletivocopel, por favor, não suma, nos deixem informados, nem que seja para falar “bom dia”. O povo aqui é carente…de informações. Quando vocês somem, abre brecha para mais de 280 comentários.

  2. sohchoram disse:

    É neh, só esqueceram de colocar ai no texto que esse 1% tão valioso o qual conquistamos com muita dificuldade, saiu no ACT como ganho real de 1% “a título de adiantamento do ganho do ACT desse ano”.
    Isso não divulgam neh! Meus Parabéns!

    • coletivocopel disse:

      Meu caro, saiu com essa redação a pedido (insistente) da direção da Copel, que argumentou que de outra forma não teria como justificar o aumento perante os acionistas. Como já dissemos mais de uma vez, isso não havia sido informado quando das assembleias. E, a rigor, não faz diferença alguma sobre o que poderemos conquistar no próximo ACT. Como já ficou claro, se nos mobilizarmos, teremos conquistas mais significativas. Para isso, contamos com você. Um abraço.

  3. rvsnakes disse:

    Boa tarde pessoal…

    Resolvi participar mais ativamente do blog.

    Primeiramente queria dizer que estou precisando muito desse dinheiro da PLR, e que se dependesse só de mim já estaria aceito. Porém, há muitos outros interessados nisto então, as contas que esperem. Apoio o sindicato para que melhorem essa proposta, apesar de não saber muito bem de que maneira essa proposta poderá ser alterada.

    Fico com algumas dúvidas. Passa a impressão que o MPT não deixou muito claro, nem mesmo para os sindicatos, que providências irá tomar. Apenas está sendo divulgado que o MPT tomará as providências nos próximos dias mas, entendo eu que, está englobado em “próximos dias” o dia 20/5/2013 e até mesmo o dia 20/5/2014. Quais próximos dias? Uma semana? Um mês? Um ano? Acho que precisava ser mais específico para que o apoio também fosse maior.

    É lógico que esse terrorismo psicológico que a diretoria faz surte efeito, pois acabamos sendo melhores informados por eles do que pelo blog do sindicato. Cada notes que chega de proposta aprovada é um tormento só?! Concordo sim que haja todo esse mistério caso exista uma carta na manga, algo que a diretoria não possa saber através do blog, mas infelizmente não é o que parece.

    Outra coisa que não está muito clara, é o que exatamente o MPT irá fazer? E de que maneira irá fazer?! É mencionado em alguns posts que está sob investigação a PLR de 2011, desde quando está acontecendo essa investigação?

    O Sindelpar em seu site, informa que irá consultar seus representados para aprovação da proposta. Isso irá mesmo acontecer? Quando irá acontecer?

    Entro com muita frequência no blog, inclusive quando não é época de nenhum pagamento, mas sempre notei essa falta de informações detalhadas.

    Fica a dica para que essa comunicação seja melhorada. Aguardo resposta.

    Abraços.

    • coletivocopel disse:

      Meu caro, assim que temos informações, as repassamos. Assim que o MPT se posicionar, informaremos. E, de nossa parte, ele tem total crédito. O Sindelpar não faz parte deste coletivo, embora seja um aliado nas negociações. É preciso perguntar a eles. Esse blog é uma ferramenta de transparência dos sindicatos – mas muitas perguntas pedem por informações já transmitidas (o que não é o caso da sua). Infelizmente, não é possível responder a todas (se fizéssemos isso, não sobraria tempo para a atuação em defesa dos trabalhadores, e daí o próprio blog perderia razão de ser). Um abraço.

  4. Acompanhando minha folha de pagamento observei que a ACT/Dupla Função – 2007 não ocorreu o reajuste! Mas conforme decidido no ACT/Dupla Função – 2007 a mesma linha era para acompanhar o Salário-base! Sabe me informar algo?

  5. Quer dizer que a Copel apresentou uma coisa, 1% de ganho real (a partir de maio/13), isso foi apresentado para os empregados, votado (deu sim)… E na hora de assinar com o sindicato a Copel levou outra coisa (1% de ganho mas a título de antecipação)? E VCS ASSINARAM? Como assim? Então se a proposta mudou, foi assinado uma proposta sem votação! Isso não é ilegal? O correto não seria levar novamente para votação? O MP deveria era tomar providências quanto a isso. Sinto-me feito de palhaço. Ainda mais agora, vendo esse texto de hoje, se vangloriando do “grande feito”. Tremenda vergonha, isso sim!

    • coletivocopel disse:

      Caro, nosso entendimento é de que essa redação não muda nada no próximo ACT. Se estivermos unidos, formos fortes e claro sobre o que queremos, a tal “antecipação” não quer dizer nada. Se, por outro lado, baixarmos a cabeça para a Copel, daí podemos ficar sem nada (como, de resto, a empresa queria que fosse ano passado). Como você vê, tudo depende de nós (sindicatos e trabalhadores) estarmos unidos. O resto é detalhe. Contamos com você.

  6. Como assim a “imensa minoria”? Você por um acaso fizeram alguma votação para falar com toda a certeza que somo a “imensa minoria”? Tenho quase certeza que somo a grande maioria, só na AG onde trabalho, 95% querem receber a PLR do jeito que ta… tem algo errado aí hein. Estamos de olho. Queridos sindicatos, VCETM!

  7. Quero ver esse ano, após a “super-vitória” do ano passado, quantos irão aderir à greve… Acho que quem saiu ganhando mesmo foi o outro lado, infelizmente.

  8. Tó só esperando ter votação… espero estar errado, mas vai ser um fiasco para o Coletivo Sindical… Aí eu quero ver eles responderem a minha pergunta anterior e explicarem da onde tiraram a “imensa minoria” que concorda com a Copel. Tem muita coisa errada aí, é Coletivo Sindical, VCENM!

    • araponga31 disse:

      Calma Thomas, se não me engano, você só está precisando comprar um PS novo, seu piá não irá morrer por causa disso. Diz para ele que “É a vida…”
      Eu sou velho, o que é VCENM?

  9. copel4h disse:

    Boa noite pessoal do Coletivo, eu já perguntei isso algumas vezes aqui, mas não houve resposta, então vou perguntar de novo, corrijam-me se eu estiver errado, mas acredito que se um único cargo da empresa tem plano de carreira, TODOS os outros também tem o direito de ter um. aliás, não só para o plano de carreira, mas para todo e qualquer tipo de benefícios qua empresa forneça para qualquer funcionário.os outros também tem direito a recebe-lo. sendo assim, como fica a situação de nós, funcionários 4hrs, que ainda não temos um plano de carreira? teremos que esperar alguma efetivação para 8hrs ou qualquer coisa do tipo?

    • araponga31 disse:

      Amigo, nada contra você, mas o porquê de não haver plano de cargos e salários para seu cargo já foi discutido várias vezes por aqui. Se você está se sentindo lesado, entre na justiça com um mandado de segurança, ou algo que o valha, reivindicando seus direitos. Não foi o sindicato que prometeu e não cumpriu, foi a Copel. Vocês têm é que reclamar para a “maior empresa do Paraná”, COPEL, cê, ó, pe, e, ele.
      O sindicato mal consegue lidar com as demandas mais simples, como negociar decentemente, imagina exigir plano de cargos e salários para o cargo que a Copel só criou para cumprir exigências da Aneel? Se você é um rapaz tão articulado, que pretende ficar na empresa por muito tempo, que luta por seus direitos, crie um sindicato juntamente com seus colegas de 4 horas e pressionem a diretoria.
      Não quero desmerecer sua função, longe disso, mas você e seus colegas só sabem ir contra. A maioria encara esse emprego de meio período como bico, como trampolim. Por que o sindicato vai lutar por vocês? Olhe os comentários dos que se dizem empregados 4 horas e verá que vocês só desagregam. Agora, apoiar que é bom, nada.
      Volto a repetir, nada contra você, mas a análise fria é essa.

      • juu86 disse:

        Otima ideia caro amigo!!! Criar um sindicato para o pessoal de 4 Hrs!!! Gostei!! kkkkkkk

      • juu86 disse:

        Cara amigo vc esta generalizando a classe… 4 ou 5 pessoas correspondem td a força de atendentes 4 hrs… muitos não compram briga pq sempre são menosprezados, e deixados de lado sim… para que serve os sindicatos se não atender os interesses dos empregados? nosso cargo eh uma ordem da aneel sim… mas não se esqueça que ha pais de familia e pessoas que trabalham em 4 hrs, bem mais q eletricistas que ficam o dia td no tablet postando porcaria mais aqui… tecnicos que soh sabem designar com qual carro os empregados vão usar, e leituristas que ficam chutando as leituras e jogando faturas fora para matar serviço… nem por isso vim aki desmerecer classes de trabalhdores, vc ker união primeiro pregue o respeito entre classes, pq desde o começo somos menosprezado por tds… e na sua totalidade tds kerem grana pq ganham um salario bem baixo para os padrões da firma, e mesmo assim se matam de trabalhar no atendimento e nos serviços interno da AG… por favor mais respeito e consideração pq 255 não devem pagar pela m… q 5 ou 6 ficam ai dizendo!!!!

      • araponga31 disse:

        juu86,
        me perdoe, amigo (a), mas eu não menosprezei em nenhum momento o trabalho do pessoal de 4 horas. Pelo contrário, incitei a criação de um sindicato só para vocês, diante do número de empregados e por passarem o dia inteiro metendo o pau nos sindicatos existentes, quando não foram eles que prometeram a vida após a morte para vocês. Logo, quem os menospreza são os comandantes da Copel, que prometeram e não cumpriram.
        Outro ponto: quem generalizou foi você ao dizer “pq desde o começo somos menosprezado por tds…” e citando falhas de caráter e de comportamento de funcionários, como se fossem de todos os demais.
        Eu prego união, sim, inclusive acho que se o sindicato é fraco é por culpa da falta dela, por causa dos frouxos de plantão e dos endividados até o pescoço.

      • juu86 disse:

        Ok colega… fica assim então… ok? vc ta certo

  10. araponga31 disse:

    Seguindo a tendência, Coletivocopel, acabe com a fome no mundo! É função sua! As pessoas não fazem nada por si mesmas, mas você tem que acabar com a fome no mundo por elas!

  11. Caro Coletivo. O SintecPR e outros sindicatos, que lutam por algo melhor, não poderiam consultar advogados e verificar se tem como no próximo acordo coletivo acrescentar uma cláusula, para que quem assinar o acordo antes – de conquistarmos tudo que merecemos e/ou a COPEL puder realmente fazer pelos seus colaboradores- não tenham o direito de merecer o que for conquistado depois, inclusive nas próximas PLR?

    Estou cansado de ver a falta de união dessas categorias, que se julgam pequenas mas que são grandes no coletivo, aceitarem a mixaria que a COPEL oferece, mas ganha os “louros” que nós lutamos para conquistar com o orgulho de ser copeliano.

  12. Creio que muitos estão mal interpretando o que o Sindelpar informou. Eles não vão, de imediato, levar o acordo para uma votação, mas sim que não irão tomar nenhuma providencia sem consultar a categoria. Questão de interpretação.
    Retirado do próprio site: “O Sindelpar consultará seus representados antes de tomar qualquer medida sobre a assinatura do acordo.” – http://www.sindelpar.com.br/noticia.asp?Id_Artigo=576

  13. Me desculpe sindicato, estou até depositando mais um voto de confiança em vcs, assim como fiz no ano passado, mas dizer que o ” texto, redação ” do acordo passado não tem valor. Me poupe, esta escrito e assinado embaixo, este 1% já foi, este fomos ensacolados, por vcs ou pela empresa, mas fomos. Eu e nenhum dos funcionários tivemos aumento real nenhum do acordo 2012/2013. Sem enganações, por favor, ainda confio em vcs …

  14. BOA NOITE.
    POR QUE O SINDICATO DOS ADVOGADOS ASSINARAM ?
    COMO ADVOGADOS ELES CONHECE A LEI !!! E POR ISSO NÃO IRIAM ASSINAR SEM SABER.
    FICA A PERGUNTA NO AR.

    • araponga31 disse:

      Todo ano é assim. Eles assinam porque ganham o dinheiro e, caso haja algum ganho posterior, irão receber a diferença. Muito simples para os sindicatos de meia dúzia de representados.

    • São estes advogados que defenderão a Copel. Do meu ponto de vista é até incoerência eles não assinarem.
      E já foi colocado em outro tópico que o entendimento do TRT publicado no diario do jusbrasil é de que a PLR deve ser negociada sim, a Copel já perdeu o recurso e agora só no TST mesmo. Não há motivos para aceitarmos esta imposição da empresa.
      De uma lida, é ação individual mas está claro que o entendimento do juiz é o mesmo que o coletivo afirma aqui.
      http://www.jusbrasil.com.br/diarios/48557215/trt-9-11-06-2012-pg-60

    • personavenia disse:

      Samuca,
      Como em toda negociação, no passado eram as secretárias ou os economistas, ou administradores quem assinavam primeiro(é uma estratégia)ou seja, ao menos uma classe com poucos, deve assinar. Assim pela lei, tem direito adquirido às demais. Ou seja. agora a empresa não pode mais retirar o direito de todos receberem a PL, mesmo quem se aposentou. Mesmo se for paga mais tarde.
      É a lei, Os advogados sabem disso. Entendeu?Todo ano é assim. Não os culpe, os elogie.
      A resposta estratégica a isso, da empresa, é enviar mensagem dizendo que mais um sindicato assinou, como forma de coação aos demais sindicatos e deixar com inveja os demais ou com sede ou sei lá.
      Entendeu?

  15. acarlosfs1963 disse:

    A meta da Copel é reduzir em 700 o número de funcionários até o fim de 2014, dos atuais 7.200 para 6.000 empregados. Isso será feito em grande parte com a não reposição das vagas que ficarem abertas. Neste ano, a empresa já prevê uma diminuição de 500 funcionários em sua folha de pagamento. O NUMERO DE CONSUMIDORES SÓ AUMENTA, O NUMERO DE FUNCIONÁRIOS SÓ DIMINUI. QUAL SERÁ NOSSO FUTURO NA COPEL? SE É QUE TEREMOS ALGUM FUTURO NAS ATUAIS CONJUTURAS.

    • acarlosfs1963 disse:

      VAI ACONTECER QUE CONSUMIDORES IRÃO FICAR MUITO MAIS TEMPO SEM ENERGIA, OS SERVIÇOS PRESTADOS SERÃO SUCATEADOS, AS REDES DE DISTRIBUIÇÃO NÃO RECEBERÃO MAIS O CUIDADO NECESSÁRIO PARA EVITAR A INTERRUPÇÃO NO FORNECIMENTO. ALÉM DE SOBRE CARREGAR OS FUNCIONÁRIOS QUE FICAM, QUEM VAI SENTIR AS CONSEQUÊNCIAS SÃO OS CONSUMIDORES.

      • poisze56 disse:

        Amigo,
        Pelo que estão falando agora é outra diretoria, novo executivo, e que vai estar atento a isso. Maravilha. Mas o que pergunta-se é se os que antes desta mudança nada perceberam. Deveriam então ressarcir a empresa, pois somando toda a dinheirada daquela direitoria e seus gerentes amigos. Pra deixar a dis assim meio capenaga. Ainda pergunta-se quem errou. qual sa sanções.
        A intenção da nova direção é reaproveitar pessoas, diminuir cargos, eliminar a ocisidade que, se existe é porque a antiga surfou nela.
        Vamos aguardar e dar um crédito.

  16. copelino disse:

    nossa … que vitória!!!! … vixe uma lavada!!!!!, sindicato = esse não existe…

  17. bau2005 disse:

    Como agora a PLR já não está mais na pauta principal, que tal começarmos a participar das ativamente e dessa forma fiscalizando toda as etapas do ACT2013/2014. Se estamos descontentes devemos participar mais, ao invés de ficar fazendo de conta que a responsabilidade pelas decisões e pautas não cabe a nós, é obrigação de cada um de nós de estarmos ativamente nestes processos, ajudar na montagem da pauta, para não reclamarmos depois, isto também serve aos amigos 4h, pois se estiverem presentes nas assembleias poderão cobrar diretamente para que sejam colocados nas pautas itens que gostariam que fossem tratados nas negociações. Não imputem a responsabilidades sobre a falta de algumas situações que gostaríamos que fossem discutidas e não foram. Tampouco querer que seja colocados assuntos irrelevantes, como por exemplos querer dentadura para a sogra. Será que todos lemos a pré pauta para sugerirmos mudanças de algo ou a incrementação de algo mais relevante? E ainda exigirmos mudanças na forma de como as negociações são tratadas pelos sindicatos e coletivos. A união não faz só açúcar não, ela faz mudanças acontecerem, se não podemos deixar o fel doce pelo menos o deixaremos mais fácil de se deglutir. Pessoal, coletivo, já tá na hora de pormos as mãos na massa do ACT2013/2014. Deixemos a PLR agora com o MPT, para não perdemos o foco do ACT. As assembleias serão para discutirmos o ACT e não PLR( isso não nos pertence mais), devemos deixar isso bem claro nelas. Um abraço e bom fim de semana. Que Deus nos abençoe.

    • copelino disse:

      plr não lhe pertence?! ta podendo heim.!

      • bau2005 disse:

        kkk, Infelizmente não nos pertence mais até o MPT apresentar uma forma da situação ser resolvida, e decidir como, quando e quanto nos será repassado a PLR. Queria eu poder dizer que teríamos total certeza de como virá a PLR, por isso disse que ela não nos pertence mais. Foi mal a colocação mas fazer o quê? O jeito é ter paciência e esperar, ver no que dará.

  18. henryfiat disse:

    Atenção Coletivo nos poupem de outra trapalhada…voce acabou de nos informar que assinaram um acordo com uma redação que na verdade tem outro significado….E ainda pede prá eu procurar no dicionário para saber o significado de Sofisma? Voces sim estão sofismando há muitos anos…Por incompetência nas negociações ou outro motivo…Procurar o MPT para justificar incompetência também não é correto.
    Façam logo essas assembléias que voces saberão que a maioria dos empregados não brigam por mixaria…a prova disso foi o ACT do ano passado….1% não vai mudar a vida de ninguém e muito menos alguns trocados a mais no PL. Prá maioria dos empregados esses valores são insignificantes diante das más negociações ocorridas nos últimos 15 anos….è necessário que haja maturidade econômica, que atualmente é substituida por SOFISMAS SINDICAIS.

    • bau2005 disse:

      Hery, espero que você possa nos ajudar na montagens da pré pautas do ACT 2013/2014, acredito que você poderá contribuir em muito assim como na orientação de como negociar com a empresa. Esperamos você na assembléia, por favor participe diretamente com a direção do seu sindicato. Que Deus o ilumine.

  19. araponga31 disse:

    bau2005 ,
    concordo que as pautas do ACT já devem começar a ser estudadas. Inclusive, depois daquela segunda votação fiasquenta do ano passado, alguns usuários do blog tinham sugerido a montagem de um cronograma estratégico para o próximo acordo coletivo. Por exemplo, reuniões com os representados para discussão de sugestões, levantamento de dados estatísticos para serem apresentados na negociação, estratégias conforme o cenário que se desenhar, etc.
    Sobre a PL, discordo. Devíamos dar uma prévia de como nos comportaremos no ACT já agora, inclusive com paralisações momentâneas, por exemplo, uma hora durante o dia. Como a desunião é visível e o povo se contenta com mixarias porque está endividado até a tampa, isso parece impossível no momento.
    A Copel está jogando duro com os empregados desde que a Yara assumiu. Devíamos dar o troco, mas com coragem e organização.

    • bau2005 disse:

      Amigo Araponga31, no que disse a respeito da PLR, é que não adianta querermos isso ou aquilo, agora já está nas mãos do MPT, teremos de esperar para ver como fica, para depois falarmos que ela nos pertence novamente.
      Quanto ao ACT 2013/2014 acredito eu que nosso amigo Henry nos ajudará nas montagens das pré pautas assim como nas negociações. Não só ele mas todos devemos participar pois é sobre aquilo que desejamos da empresa que estaremos tratando. Vamos participar e tentar negociar de outra forma com a empresa, quem tiver sugestões de estratégias aposto que os sindicatos estarão dispostos a ouvir as sugestões, e juntos decidirmos quais rumos devemos seguir para conquistar o mínimo negociável com respeito e dignidade. Um abraço a todos e que Deus nos ilumine nestes caminhos.

  20. proposta para a act 2013-2014 cláusulas economicas: reposição da inflação e aumento real de 8% , VA de R$ 900,00, que a copel patrocine inteiramente o plano de saúde, coparticipação nas consultas e exames de 10%,manutenção mínima de 50% da remuneração bruta na analise de pgto, opção do empregado em destinar até 12% da renda para o plano previdenciario com participação da copel na mesma percentagem. vai impactar a PLR e mesmo o cala boca? vai,mas pelo menos são benefícios (com excessão do VA) que se levam na aposentadoria, não é um abono que vem e vai (dinheiro na mão é vendaval)

    • bau2005 disse:

      Alberto já é um começo, leve para assembleias suas sugestões e críticas, fale com seus dirigentes sindicais, vamos tentar alcançar algo melhor para nós.
      Ah, Coletivo favor de criar post a cada assembleia do coletivo para que possamos também discutir aqui cada passo das negociações. Alguns passarinhos em Ctba já informaram que a diretoria acompanha o blog indiretamente por……
      Contribuir para construir, somente alcançaremos o céu se levantarmos um degrau após outro.
      Que Deus ilumine aos Copelianos de boa fé.

  21. Na regional Londrina já estão acontecendo movimentações para mudanças de direção sindical. Todos falam o tempo todo sobre os sindicatos, dizendo serem vendidos, incompetentes, enfim, um monte de adjetivos ruins. Dessa forma, tentando entrar para mudar e quebrar paradigmas, independentemente da capacidade de cada sindicalista, estão montando uma chapa para concorrer na próxima eleição, e a perspectiva é muito boa. Pessoas novas, que apesar de não terem muita experiência como muitos tem, são ousadas, discutem sem pudor de função, não são partidários e o melhor, pensam intensamente no coletivo. Creio que todos os diretores atuais dos sindicatos devam incitar seus participantes a entrarem no movimento. Entretanto, já que dizem constantemente das dificuldades das negociações, saiam de cabeça erguida e deixem os novos tentarem mudar o que vem acontecendo. Saiam todos! A hora é agora e chega de mesmice. Chega de ficarem se gladiando aqui. Vamos mudar isso. Nessa chapa, pelo que ouvi, a maioria é eletricista, tem atendente de 4 hr, pessoas com conhecimento em direito e administrador. Acho que a composição será interessante. Facilidade em utilizar dos meios de comunicação para informar a todos do que acontece. Estamos cansados de ouvir que tem ação disso, daquilo, que temos dinheiro para receber, mas que nunca chega nada. Senhores, a mudança chegou e aproveitem o tempo que lhes restam para nos defenderem. Apoio intensamente essa nova atitude que fiquei sabendo essa semana pela rádio peão. Conheço alguns nomes preliminares e vão dar o que falar.

  22. Caro Araponga… tempo é dinheiro, meu amigo independente se vou precisar dele ou não… e a sigla saiu errado… era para ter sido assim: VCENM… ou seja… Vossos Cuzes Estão na Mira

  23. Caro Coletivo. Se voces estão querendo mesmo lutar por nossos direitos, agendem desde já a paralisação e a greve para, no máximo, 1 de outubro caso a empresa ainda não tenha negociado o ACT 2013/2014 até o dia 30 de setembro. Ah, e que fique pré-marcada caso a empresa fique com “ditadura” de ACT sem possibilidade de negociação, como foi no ultimo ano.

  24. pevermelhoo disse:

    E aí sindicato…
    Já marcaram o dia da paralização???
    Já tem o número dos autos do processo contra a Copel???
    Qual o resultado as últimas reuniões entre vocês???
    O caminho é esse mesmo (o que podemos ganhar e perder)???
    Já estão agendando as reuniões do ACT???
    Não vão nos questionar o que queremos de melhorias para brigarem no ACT???
    VOCÊS ESTÃO FAZENDO ALGUMA COISA?????????????

    Obrigado pela atenção!

  25. aldrilobato disse:

    Opa, o sindelpar assinou!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  26. daniel0da0sdo disse:

    O desafio neste momento, disse Sebastiani, será a redução de custos na área de distribuição. A distribuidora fechou o primeiro trimestre com uma geração de caixa medida pelo Ebitda negativa em R$ 101,4 milhões, enquanto a área de geração e transmissão apresentou um Ebitda de R$ 646,5 milhões, 111% maior que em igual trimestre de 2012. A margem Ebitda da distribuição foi negativa em 7,2%, enquanto a margem da geração e transmissão foi positiva em 74,5% no período.

    CORTE DE CUSTOS

    O diretor financeiro afirmou também que a estatal vai abrir uma licitação para a contratação de uma consultoria com o objetivo de implementar um programa de corte de custos em sua subsidiária de distribuição. “Vamos contratar uma consultoria para deixar a estrutura da empresa mais leve”.

    A meta da Copel é reduzir em 700 o número de funcionários até o fim de 2014, dos atuais 7.200 para 6.000 empregados. Isso será feito em grande parte com a não reposição das vagas que ficarem abertas. Neste ano, a empresa já prevê uma diminuição de 500 funcionários em sua folha de pagamento.

    Segundo Sebastiani, a otimização de custos já “tomou impulso” no primeiro trimestre, com a nomeação de um novo executivo para cuidar dos negócios de distribuição.
    ………………………………………………………………………………………………………………..
    na minha região ja começou os corte dois eletricistas foram mandado embora..e os cara trabalhavam feito cavalo (plantão de localidade sem ajuda de empreiteira.)ou seja era eles e Deus…..um com 10 anos de copel e o outro 3

    • aldrilobato disse:

      Mas tem motivos para serem mandado embora? a empresa inventou motivos? ou os caras mereceram….
      se for desse jeito é f..da….

    • thezunido disse:

      Como assim mandados embora…
      Ninguém que “trabalha feito cavalo” é mandado embora.
      Se foi por nada, os sindicatos tem que entrar em cena, investigar e responsabilizar pessoas.

    • poisze56 disse:

      Quero pedir que todos prestem atenção aos comunicados da empresa. Mais uma vez, a estrutura na direção. A empresa deve comunicar sempre a razão. como fez o do ddi.
      Assim evita-se o falatório que foi pra mais um cabide de emprego ou prá ficar na fila de espera para pegar diretoria a ser criada ou coisa e tal. A rádio peão anda dizendo que tem muita diretoria que não precisa ser diretoria, muitos adjuntos e assistentes. Isso também é cortar custos. Será que a contratada verá isso ou será que é necessário esta contratada e assim evitar mais esses custos. Tem muita gente que pode pensar e alias ganha bem pra isso na empresa, cursos de pós mba, mestrado.

  27. ACT 2013-2014
    proposta para a act 2013-2014 cláusulas economicas: reposição da inflação, MAIS aumento real de 8% , VA de R$ 900,00, que a copel patrocine inteiramente o plano de saúde, coparticipação nas consultas e exames de 10%,manutenção mínima de 50% da remuneração bruta na analise de pgto, opção do empregado em destinar até 12% da renda para o plano previdenciario com participação da copel na mesma percentagem, auxilio-educação de R$ 1000,00 e participação de 75% da Copel no valor das mensalidades.

    • divino84 disse:

      Gostaria de saber se é possível colocar na pauta um desconto na fatura de luz para os empregados, com regras é claro, ex: apenas uma unidade consumidora por funcionário receberia o beneficio, o beneficio poderia ser ex: o valor da luz rural,

      A volta da inclusão de pais dos beneficiados na fundação como existia no plano PAN acho que é este pois não me lembro o nome ate 2007.( meus pais são doentes e eu sou responsável pela saudê deles e cheguei a aproveitar muito deste beneficio).

      Veicular o aumento do VA, no vale-lanche.

      Aux. creche também para os funcionários homens, ja que a maioria necessita que suas mulheres trabalhem para comprimento da renda de casa.

      Adicional de plantão

      Anuênio

      .

  28. Por acaso esses dois colegas de empresa que foram mandados embora foram aqueles que por uma fatalidade, passaram por sobre uma criancinha?

  29. Sobre o que o poisze56 perguntou sobre a necessidade de contratar uma consultoria para enxergar o que todos estamos enxergando a décadas, esqueçam. Poderemos ter milhares de PHDs na empresa que nunca eles darão ouvidos ao que dissemos. É mais uma forma de gastar mais um pouco e depois sair dizendo que fomos nós os culpados pelo prejuízo. Essa empresa esta pior que congresso nacional, quem tem o poder faz o que quer e ninguém pode fazer nada. Uma coisa digo a vocês, nem esquentem a cabeça. Tenho visto há mais de 10 anos essa putaria de mudança geral e sempre sobra para nós. Enquanto eles enchem seus bolsos de dinheiro, nós enchemos o carro de serviços. Isso é uma vergonha. Digo mais uma coisa a todos os amigos, sabem o CIS, o sistema, esse mesmo, essa porcaria que não funciona. A Copel já gastou, pelo que tenho escutado, mas de 150 MILHOES com essa jossa que não funciona. Tudo que você pergunta, eles só sabem responder: Isso não estava no pacote. Alguém poderia por favor me dizer se nesse pacote de compra dessa porcaria estava incluso uma clausula que dizia que ao menos ele precisaria funcionar???? E é neste ponto que gostaria de chegar, não importa o que eles façam, a culpa sempre sera nossa. Quando colocamos defeito nessa jossa de sistema, a resposta deles é que nós somos os culpados, não sabemos usar. Sempre nós. Hoje um amigo saiu para cortar uma uc na rede que já esta cortada há mais de 3 meses, sem medidor, e saiu para cortar denovo, e mais, esta gerando conta nesses 3 meses. Quero so ver o rolo. Ah me esqueci, a culpa deve ser minha.

    • bau2005 disse:

      Caramba, como você tá mal informado.
      A Copel fez um ótimo investimento, com a compra do CIS e empresa teve no primeiro ano de uso uma aumento nas suas ações de 35% de valorização e um crescimento de 45%, com esta aquisição da Copel, a Elucid teve uma evolução financeira que assegurou sua venda para outro grupo, que já está revendo os valores do contrato com prestação de serviços à Copel. è só dinheiro que vai ralo abaixo. Foi um ótimo investimento para elucid. O sistemas adquiridos só tem uma função monitorar os serviços e serviçais.

  30. Ana Carolina disse:

    queria mandar um abraço p meus colegas da agencia marechal candido rondon, e Piraquara

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s