Estatal gaúcha de energia quer trocar participação nos lucros por folgas ou ações

Cortes anunciados pela diretoria do Grupo CEEE para equilibrar as finanças, que devem fechar no vermelho nos próximos quatro anos, conforme a direção, desagradaram os 4,6 mil funcionários da empresa. O maior foco de insatisfação é a proposta de trocar as gratificações em dinheiro do Plano de Participação nos Resultados (PPR) por folgas ou ações.

Na manhã de segunda-feira, em assembleia geral, o Sindicato dos Eletricitários do Rio Grande do Sul (Senergisul) anunciou que recorrerá ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para garantir a manutenção do PPR. Também pedirá que o TRT decida sobre o plano de cargos e salários. A categoria cogitava entrar em greve, mas recuou, ao menos neste momento.

Continue a ler a matéria no portal do jornal Zero Hora, de Porto Alegre.

Anúncios
Esse post foi publicado em PLR, Saiu na imprensa. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s