Siemcel e copelianos se unem e garantem permanência de trabalhadores que seriam transferidos a Curitiba

A pressão do Siemcel garantiu a permanência em Cascavel de copelianos que seriam forçosamente transferidos para Curitiba por conta da centralização dos serviços de tele-atendimento da empresa.

“Desde fevereiro, intercedemos junto à Superintendência de Distribuição Oeste (SDO) em favor dos colegas. Em março, fomos informados que a direção havia vetado a abertura de vagas-espelho para quem não quisesse se mudar. Com isso, cogitamos ir à Justiça, e avisamos a empresa”, explica Peres Dusi, presidente do Siemcel.

“Como os copelianos que seriam transferidos mostraram força e disposição de lutar, inclusive admitindo não ir à Curitiba na data prevista, a empresa não teve outra opção que não fosse negociar”, diz o dirigente.

Com sindicato e empregados unidos, a Copel acabou por abrir as vagas para relocação do pessoal em Cascavel. “Foi uma conquista que decorreu da disposição de luta desses colegas, que terminaram sendo reconhecidos e valorizados pela empresa.”

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias do Coletivo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s