Eletricista denuncia uniformes inadequados e falta de equipamentos de segurança na Copel

O que você irá ler a seguir é o desabafo de um colega, eletricista na região de Ponta Grossa, feito ao presidente do Sinel, Jimi Helio Ferreira.

“Os eletricistas estão sentindo na pele os efeitos da Copel não atender a NR 10, e da falta de equipamentos essenciais para o desempenho de suas funções. Acredito que isto não acontece apenas na Regional de Ponta Grossa, mas sim em todo o Paraná”, afirma Jimi.

O Sinel repassou a reclamação do colega ao superintendente de Recursos Humanos da Copel, Luiz Carlos Cavanha, e ao gerente da área, Cassio Vargas Pinto. A resposta da empresa, assim que a tivermos, será publicada aqui.

Leia o relato do nosso colega.

“A Copel fornece aos eletricistas um uniforme anti-chama composto apenas por calça e camisa. Isso é ruim, pois temos que trabalhar também sob temperaturas muito baixas, inclusive próximas de zero grau, apenas com a camisa anti-chama. Assim, mesmo nos movimentando, passamos muito frio. Em dias quentes, o calor é grande.

“O uniforme antigo tinha camisetas, calças, camisas, japonas e até blusa de lã. Alguns colegas mais antigos ainda usam este uniforme. Por conta da NR 10, temos que usar uniforme anti-chama, mas sabemos existem outros itens com esta tecnologia, além da calça e camisa, no mercado. Basta que a empresa compre.

“Há uma séria falta de esquipamentos de proteção individual e coletiva (EPIs e EPCs) para Linha Viva. Quando reclamamos, a resposta da empresa é que não dispõe do material no momento. Um exemplo: a manga de linha viva, um EPI, está em falta. Por conta disso, os eletricistas estão emprestando as mangas uns aos outros, o que é errado, pois um equipamento de proteção individual tem de ser cuidado por você.

“Também faltam equipamentos como lençóis de linha viva, com e sem entalhes, coberturas rígidas e flexíveis. A quantidade deles é bem reduzida, pois, à medida que são reprovados em testes, não há reposição, e os testes dielétricos dos equipamentos, que deveria ser anual, só foi realizado em julho, após mais de dois anos, e porque deixamos claro que não iríamos mais trabalhar sem eles.”

Anúncios
Esse post foi publicado em ACT 2012/13, Notícias do Coletivo. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Eletricista denuncia uniformes inadequados e falta de equipamentos de segurança na Copel

  1. dark0513 disse:

    garanto que o gerente desse eletricista vai contratar fbi, cia, kgb, scotland yard, interpol e plicia federal pra descobrir e ferrar o peão.

    • personavenia disse:

      Se for assim, Ouvidoria neste gerente, pois ele é pago para atender aos empregados e patrão. Logo se atende a um só lado, não é um nobre no cargo

      • dark0513 disse:

        e quem disse que nobreza de caráter é requisito para ser gerente na copel? e quem disse que ouvidoria, caa, cadam pune investiga ou pune gerentes. Amigo(se me permite raálo assim) os regulamentos da copel são draconianos. Só eletricistas são punidos quando os transgridem.

      • dark0513 disse:

        e quem disse que nobreza de caráter é requisito para ser gerente na copel? e quem disse que ouvidoria, caa, cadam investiga ou pune gerentes. Amigo(se me permite tratá-lo assim) os regulamentos da copel são draconianos. Só eletricistas são punidos quando os transgridem.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s